Academias e clubes são treinados para emergências cardiovasculares pela Unimed

Academias e clubes são treinados para emergências cardiovasculares pela Unimed
Academias e clubes são treinados para emergências cardiovasculares pela Unimed
Anete Lacerda

Após um episódio em julho deste ano, quando a educadora física e proprietária de um Centro de Treinamento e Avaliação, em Cachoeiro, Cintia Schiavini, de 47 anos, ficou 16 minutos sem respirar após sofrer uma parada cardíaca súbita enquanto trabalhava, a Unimed Sul Capixaba iniciou uma série de convites a academias e clubes do município para que se tornassem ambientes mais seguros para práticas de atividades físicas com a aquisição de um Desfibrilador Externo Automático (DEA).

Quatro estabelecimentos aceitaram o convite, adquiriram o equipamento e passaram por treinamento no Hospital Unimed no dia 1º de outubro: Jaraguá Tênis Clube, Studio Vagner Lima, Bom Gosto Food Club e Centro de Treinamento e Avaliação Cintia Schiavini.

O DEA é destinado a identificar e reverter uma parada cardiorrespiratória, sendo crucial para evitar quadros mais graves e a morte em casos como este.

A capacitação foi conduzida pelo cardiologista e vice-presidente da Unimed Sul Capixaba, Gil Gonçalves, e pelo consultor de treinamento e desenvolvimento, enfermeiro e especialista em urgência e emergência, Lucas Viana.

O encontro teve abordagens teóricas e práticas, com orientações sobre o manuseio do DEA, como identificar uma parada cardiorrespiratória, os primeiros-socorros diante de um quadro de parada cardiorrespiratória, como fazer uma reanimação cardiopulmonar e a simulação do uso do aparelho em um manequim.

“Nosso objetivo foi levar mais informações sobre este equipamento, que pode ser manuseado por qualquer pessoa que receba um treinamento básico de emergências cardiovasculares”, destacou Lucas Viana.

Segundo ele, o objetivo é também estimular que academias e outros espaços de maior circulação tenham o DEA, para que situações mais graves sejam evitadas em casos de parada cardíaca súbita.

O cardiologista Gil Gonçalves afirma que o DEA foi projetado para ser um aparelho extremamente simples, mostrando o passo a passo do que deve ser feito, no momento da utilização.

O médico destaca que as manobras de ressuscitação são importantes, mas raramente revertem uma arritmia ventricular. Externamente, só um desfibrilador que descarregue uma alta energia no tórax do paciente é capaz de reverter esse quadro.

“Temos em torno de 10 minutos para reverter uma parada cardíaca. Nesse período, cada minuto que passa são 10% a menos de chance de sobrevivência. Por isso, estamos estimulando esses empresários, porque entendemos que em locais de grande circulação de pessoas, como academias, clubes, salões de eventos sociais, é importante ter o desfibrilador, com fácil acesso, manutenção em dia e pessoas habilitadas a operá-lo e lidar com esse evento. Com um treinamento de duas ou três horas, uma pessoa já fica apta a operar o aparelho”, destaca.

A educadora física Cintia Schiavini esteve no treinamento e levou toda a equipe do seu Centro de Treinamento e Avaliação.

“A Unimed Sul foi nossa parceira para a escolha do modelo, e nos apoiou na negociação dos valores e com este treinamento. A partir de agora, minha expectativa é estar preparada para qualquer eventualidade no meu espaço ou na própria redondeza, caso haja alguma necessidade de utilização do DEA”, afirmou.

Já o empresário Vagner Lima ressaltou a seriedade do tema e a importância de ter a segurança de poder salvar vidas. e enfatiza que o assunto muito sério e muito grave.

“O treinamento foi dinâmico e cumpriu nossas expectativas de ter a segurança para resolver algum incidente. Este é um aparelho que a gente espera nunca ter que usar, mas, em caso de necessidade, já está disponível em nosso Studio, e nos sentimos preparados para utilizá-lo e salvar uma vida”, acrescentou.

Quem também esteve na capacitação foi o proprietário do Bom Gosto Food Club, Walber Martins. “Gostei muito do treinamento e de todas as orientações que recebemos. Levei quatro funcionários do clube e aprendemos como funciona o aparelho e a fazer os primeiros-socorros em casos eventuais de parada cardiorrespiratória”, reforçou.

Os interessados em participar do projeto da Unimed Sul Capixaba podem entrar em contato com a área de Responsabilidade Social da cooperativa pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (28) 2101-6269 e 2101-6232.

Ultimas Notícias
mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz -

grandbetting güvenilir mi