Foto de Divulgação

Artistas cachoeirenses exibem webdocumentário sobre o Rio Itapemirim

Artistas cachoeirenses exibem webdocumentário sobre o Rio Itapemirim

Afetar, desconstruir e conectar performer e público. É com esse objetivo que será lançada neste domingo (08), às 20h, no canal do YouTube do Grupo Atuação a websérie Corpo-Rio, documentário experimental em cinco episódios, produzido pelo coletivo de artistas Atuação, de Cachoeiro.

A websérie, destaca Weber Miranda, performer, produtor executivo e um dos diretores do projeto, seria uma forma diferente de retratar a relação dos seres com os recursos hídricos e os demais elementos da natureza, focando no trajeto do Itapemirim, que tem uma importância muito grande para toda a região – tanto do ponto de vista socioambiental, quanto por aspectos culturais e afetivos.

Ele conta que Corpo-Rio foi produzido durante o primeiro semestre de 2021, a partir de visitas, laboratórios e pesquisas do grupo em quatro cidades capixabas por onde o rio passa: Alegre, Jerônimo Monteiro, Cachoeiro de Itapemirim e Marataízes.

O episódio de estreia, Prelúdio, apresenta os artistas Gabriela Prado, Leonardo Dariva e Weber Miranda dançando em uma casa de Cachoeiro, com marcas visíveis de uma enchente ocorrida em janeiro de 2020.

Os episódios seguintes foram filmados em locais abertos das quatro cidades, traçando paralelos entre aspectos do rio e os quatro elementos da natureza.

Em Alegre, o elemento “ar” é o tema escolhido devido ao vapor d’água da imponente Cachoeira da Fumaça. Em Jerônimo Monteiro, o cultivo e a agricultura evocam o elemento “terra”.

Em Cachoeiro, onde o rio corre em meio à paisagem fortemente urbanizada, o elemento “fogo” se faz presente. E o encontro final com o oceano Atlântico, em Marataízes, aborda o elemento “água”.

Weber Miranda enfatiza que o objetivo do projeto é também trabalhar a interface entre ecoperformance e vídeo-documentário, para trazer à tona imagens desta imersão corpo-rio e ampliar o cuidado com o meio global conectado com uma práxis artística que busca um corpo ético/político/estético.

“As imagens criadas não são apenas imagens, mas pulsões, proposições capazes de afetar, desconstruir e conectar performer e público”, conclui Weber.

Corpo-Rio foi selecionado em edital de Cultura Digital, da Lei Aldir Blanc (Inciso III), lançado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult-ES), com recursos repassados pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

 

 

SAIBA MAIS

http://linktr.ee/corporio

Entre para nosso clube de leitores DiaaDiaES.

Cadastre o seu email e acompanhe todo o nosso conteúdo, além de materiais exclusivos a assinantes.

Nos comprometemos a jamais enviar qualquer tipo de spam para sua caixa de entrada.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz -

grandbetting güvenilir mi