qua 18/maio/2022 07:16

Audiência pública em Cachoeiro relembra e debate o movimento escoteiro

Audiência pública em Cachoeiro relembra e debate o movimento escoteiro
Redação Dia a Dia

Às vésperas do Dia Mundial do Escoteiro, celebrado no sábado (23), o 06º Grupo de Escoteiros Baden-Powell realiza nesta segunda-feira (18), às 18 horas, uma audiência pública na Câmara de Vereadores para lembrar essa importante data dentro do calendário do escotismo.

“O movimento escoteiro existe no mundo inteiro. Somente no Espírito Santo, são 110 anos”, destacou o presidente do 06º Grupo de Escoteiros Baden-Powell, Nélio Barreto Silva.

Em Cachoeiro, segundo Nélio, o Grupo Baden-Powell atua há pelo menos seis décadas. O grupo começou no Colégio Bernardino Monteiro, atual sede da prefeitura. Ficou parado por alguns anos e retornou há 13 anos, com sua sede na Ilha da Luz, onde continua até hoje.

Inclusive a situação da sede do grupo é um dos assuntos que será debatido nesta segunda-feira durante a audiência.

É que com as obras do Parque Urbano da Ilha da Luz, que irá transformar a área da ilha em um espaço mais arborizado e preparado para receber as famílias, os escoteiros precisarão ser realocados em outro local até a conclusão dos trabalhos.

E com o término das obras, esperam poder retornar para a Ilha da Luz, que é o local em que os escoteiros realizam a maior parte de suas atividades. No espaço, há dois contêineres e um escritório, além de área verde, ideal para as atividades de escotismo.

Representantes da prefeitura, entre outras lideranças, foram convidados para a audiência.

Na avaliação de Nélio, a prefeitura tem demonstrado até o momento empenho para dar uma solução à situação dos escoteiros.

Trabalho voluntário

As crianças podem começar no movimento escoteiro a partir dos 6 anos e meio, como lobinhos, fase que vai até os 10 anos. Já a segunda etapa, de escoteiro, vai de 10 aos 15 anos. E depois continuam como seniors, que vão de 15 a 18 anos.

Todo trabalho escoteiro é voluntário. As lideranças são formadas por diversas pessoas da sociedade e se dedicam ao movimento sem receber remuneração.

“Nosso trabalho visa preparar as crianças, adolescentes e jovens a serem homens e mulheres melhores”, destacou Nélio.

 

%d blogueiros gostam disto: