Blitz na entrada de Marataízes foi criada desde o início da pandemia

Blitz na entrada de Marataízes foi criada desde o início da pandemia
Redação Dia a Dia

A cidade de Marataízes foi uma das primeiras no Sul do Espírito Santo a implantar bloqueios e posteriormente barreiras sanitárias para controlar a entrada de veículos no município e evitar a propagação do novo coronavírus.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a pandemia de Covid-19 no dia 11 de março. No dia 26, os primeiros bloqueios nas entradas de Marataízes tiveram início, com intuito de reduzir o fluxo de veículos na cidade. Posteriormente, eles foram substituídos por barreiras sanitárias, que estão instaladas na ES 490, Rodovia Safra x Marataízes, após o trevo na chegada no município, e na ES 060 (Rodovia do Sol), no Pontal.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, nestas barreiras são realizados a aferição de temperatura dos ocupantes e o esclarecimento de dúvidas sobre a doença. Quem é flagrado com febre é encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade Nova. As equipes atuam de 8h às 18h.

Nos dois últimos feriadões em abril – Festa da Penha/Tiradentes e Dia do Trabalho -, ônibus de turismo e excursões foram barrados no município, com o intuito de evitar aglomerações. A prefeitura lembra que os acessos às praias e pontos turísticos de Marataízes permanecem fechados devido à pandemia.