Foto ilustrativa: Pixabay

Brincadeiras na quarentena

Brincadeiras na quarentena

ARTIGO: Jaqueline Bragio, doutora e mestre em Educação, enfermeira especialista em Saúde da Criança e Adolescente.

 

A pandemia tem nos “convidado” a reinventar nosso cotidiano. Que tal pensarmos de outra maneira? Talvez essa possa ser uma possibilidade de “reflexão” sobre o nosso tempo, para cuidarmos de nossa saúde e de nossas famílias.

Sem dúvida as diversidades são muitas, afinal temos as tarefas da escola, trabalho, casa, vida pessoal e, ao mesmo tempo, precisamos estar motivados para brincar com nossos filhos.

As pessoas que estão com crianças pequenas em casa, durante a quarentena, precisam usar da criatividade para minimizar o estresse e ansiedade da garotada. Para isso, precisamos aprender a “gastar” energia para fazer do momento do brincar algo prazeroso, de afeto, oportunizando o aprendizado da criançada, pois elas aprendem brincando!

O brincar é coisa séria. Através das brincadeiras a criança se comunica e relaciona com o mundo. Ela explora e aprende. Brincar é fator importante para o desenvolvimento infantil. 

Pensando nisso, seguem algumas dicas para transformar esse período da quarentena em espaços-tempos de alegria, aprendizado e diversão:

Deixe a brincadeira fluir livremente

Mas o que seria esse brincar “livre”? É deixar a brincadeira tomar o rumo que a criança deseja. A criança explora a brincadeira, sem intervenção do adulto. Os adultos podem observar e não interferir no curso da brincadeira, a não ser que a criança solicite ajuda ou orientação. 

Deixar a criança escolher o “como” fazer a brincadeira acontecer exercita sua liberdade, estimulando na criança a crítica e observação de mundo. A criança será a protagonista do brincar!

A criança precisa brincar sozinha

É isso mesmo, você precisa ajudar a criança a brincar sozinha. Observamos que algumas crianças sentem dificuldade de brincar sozinhas. Os pais precisam ajudar nessa tarefa, pois o ato de brincar estimula a autonomia e confiança dos pequenos. 

Muitos pais desejam que as crianças brinquem sozinhas para realizar as “demais tarefas” do cotidiano nesse tempo. Então, fica uma dica extra: para que isso acontecer você precisa investir o seu “tempo” para ensinar a criança. 

Lembre-se de que para a criança brincar sozinha, alguém primeiro tem que estar lá brincando com ela. 

Outra dica importante é manter a atenção nas crianças menores, pois elas precisam de supervisão constante. Mas isso não significa que poderá intervir na brincadeira dela, significa que elas precisam de nosso direcionamento durante o ato do brincar. 

Um exercício para você é ficar por perto e, aos poucos, vá se afastando por períodos curtos. Não deixe a criança pensar que está sendo “abandonada”. Lembre-se que não será de um dia para outro que a criança vai aprender a brincar sozinha, então tenha paciência e se permita experimentar as formas de estar perto da brincadeira observando e apoiando, sem interferir. Seja um observador do brincar.

Brincadeiras e jogos em família

As brincadeiras e jogos em família são potentes para aproximar, estimular, conhecer e se descobrir, além de garantir a diversão durante esses dias da quarentena.

Jogos de xadrez, dama, mímica, tabuleiros e cartas são ótimas opções para a família se divertir no coletivo. 

Brincar é uma excelente experiência. Explorem as brincadeiras e momentos em família. Vivam o tempo de hoje, hoje!

Jaqueline Bragio é enfermeira e doutora e mestre em Educação. Foto: Acervo pessoal

Entre para nosso clube de leitores DiaaDiaES.

Cadastre o seu email e acompanhe todo o nosso conteúdo, além de materiais exclusivos a assinantes.

Nos comprometemos a jamais enviar qualquer tipo de spam para sua caixa de entrada.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz