segunda-feira - 12 de abril de 2021
Jornal Dia a Dia – Notícias do Espirito Santo e do Brasil

Cachoeiro e seus mistérios: Pedra de Santa Teresa

As montanhas sempre fascinaram o homem. Tenho total segurança em afirmar isso, sendo um praticante ativo dessa atividade tão radical e espiritual.

As montanhas são fontes de inspiração de diversas culturas e religiões. Elas por séculos foram palco das grandes transformações da humanidade.

Na Grécia, o Monte Olimpo.

No Japão, o Fuji Yama, o sagrado pico da perfeição.

Em Israel, o Monte das Oliveiras.

Na Africa, o Monte Mulanje, a sagrada montanha do espíritos.

No Peru, Machu Pichu…

Enfim, caro leitor, as montanhas, dos altos de seus cumes, sempre nos observaram e em Cachoeiro não é diferente…

No bairro IBC, próximo à pedreira de uma mineradora, se avista ao longe um maciço de granito, onde uma curiosa forma ganha destaque: a famigerada Chaminé de Santa Teresa, ou Chaminé UNICERJ (em homenagem à União de Caminhantes e Escaladores do Rio de Janeiro, clube de excursionismo carioca que conquistou a pedra).

Porém, essa formação é anexa a uma outra formação rochosa conhecida como Pedra das Andorinhas ou Morro das Andorinhas.

Morro das Andorinhas e em anexo a Pedra da  Chaminé de Santa Teresa. O termo chaminé é devido a formação de um espaço, um vão, entre duas rochas.

Essa exótica montanha foi conquistada por montanhistas do Rio de Janeiro, em 1988, pelos escaladores Mário Arnaud e Santa Cruz. A via avança pela face sul que corta a pedra da base até o cume.

Pedra de Santa Teresa vista de frente, localizada em anexo ao Morro das Andorinhas. Um gigante de 170 metros. Fonte: arquivo pessoal

Com aproximadamente 200 metros de escalada, os cariocas se apaixonaram pelo desafio de vencer as alturas de Cachoeiro de Itapemirim.

E assim, uma vez conquistada, tornaram essa rocha famosa no Brasil. Ela possui dificuldades em termos de escalada semelhantes a do Pico do Itabira, atraindo escaladores de várias partes do Brasil.

O primeiro capixaba a conquistar essa montanha, em 1992, foi o cachoeirense Valdecir Palomba Bento.Um homem de aparência e hábitos simples, porém detentor de grande coragem e habilidades técnicas.

Esse cachoeirense em especial é um querido membro da UNICERJ e um dos veteranos do montanhismo capixaba, e também de Cachoeiro, sendo, portanto, um orgulho para nossa terra.

Valdecir, o valoroso herói cachoeirense da chaminé de Santa Teresa. Em uma clássica foto em preto e branco da sua icônica conquista. Foto: UNICERJ

A montanha

A montanha em sua base é coberta por resquícios da Mata Atlântica, uma belíssima cobertura vegetal, de flora diversificada,arvores frondosas,inclusive madeira de lei, e fauna caracterizada pela presença de pequenos animais como macacos,serpentes, tatus, aves diversas, lagartos e cachorro do mato.

A Pedra de Santa Teresa vista da mata. Um gigante de quase 200 metros. Foto: arquivo pessoal

Em sua base também encontramos diversas vias de escaladas que foram ganhando forma em seus diversos blocos espalhados ao longo do relevo.

Entre as vias destacamos a Feijão Maravilha, Locutor do Medo, Colecionador, Terra do Nunca, entre outras. Um verdadeiro “playground” para os mais diversos escaladores.

Esse aventureiro e historiador escalando em busca dos mistérios da pedra. Foto: Fabio Fiorin Fiorio

O mistério

Sim, caro leitor, essa magnífica formação rochosa guarda um mistério. É notório que lendas surgem em formações enigmáticas como essa.

Tomemos a Pedra da Gavea como exemplo,  onde muitos relatam luzes misteriosas, e que no olho do rei fenício ou próximo a ele existe um portal para outras realidades.

Em Sao Tomé das Letras existe uma caverna cuja lenda se revela como um portal para Machu Pichu, a sagrada Cidade dos Incas.

Então você deve estar se perguntando: em Cachoeiro existe uma montanha misteriosa assim?

Caro leitor, o homem é movido por lendas. Eu não sou diferente, fui movido a essa montanha, onde estive na base desse santuário e toquei na rocha, e posso afirmar que existe sim algo misteriosamente divino nesse lugar.

Ao fazer uma pequena escalada pude vislumbrar as magníficas imagens que compartilho com vocês agora nesse relato. Um verdadeiro convite à reflexão e à oração.

O portal da Pedra de Santa Teresa. Uma visão para o Criador. Um momento de oração e reflexão. Foto: arquivo pessoal

A Pedra de Santa Teresa é uma formação lindíssima, onde a natureza nos chama à aventura e também à reflexão. O lugar é lindo, com uma belíssima vista panorâmica, alcançando no horizonte a Pedra das Caveiras e o Moitão da Serra da Torre.

Mas claro, amigo leitor, fica a maior dica de todas: a conservação. São monumentos naturais como esse que fazem de Cachoeiro a Meca do montanhismo capixaba. Orgulho natural de nossa amada Capital Secreta.

Os amigos especiais

Fabio

Meu amigo e grande montanhista Fabio, que nos ajudou a contar essa aventura

Costelinha

A companhia perfeita para os aventureiros. O cãozinho Costelinha, que mora no local e que nos acompanhou até a base desse colosso de granito. Um cachorro muito bonzinho. Foto: Fabio Fiorin Fiorio

A galeria

Agradecimentos

Quero agradecer a Deus e ao amigo e irmão Valdecir Palomba Bento, que nos acolheu e permitiu contar um pouco de sua história. E ao Fabio Fiorin Fiorio, igualmente um grande amigo e irmão, pela compania e disposição ao enfrentar mais um desafio. E um agradecimento especial ao Costelinha, um cachorrinho muito valente.

Sobre o autor: Marcio do Nascimento Santana é historiador, montanhista e membro do Instituto Histórico e Geográfico de Cachoeiro de Itapemirim.

Carregando....

O site do Jornal Dia a Dia ES pode usar cookies para melhorar sua experiência. Você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Ler mais...

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz
%d blogueiros gostam disto: