Marcio e Nilcéia com as filhas Joyce, de 13, e Myllena, de 3 anos

Caminhoneiro sequestrado conta que ficou encapuzado em cativeiro por dois dias

Caminhoneiro sequestrado conta que ficou encapuzado em cativeiro por dois dias
Caminhoneiro sequestrado conta que ficou encapuzado em cativeiro por dois dias
Redação Dia a Dia

Já está em casa desde a tarde desta quarta-feira (10) o caminhoneiro Márcio Rodrigues, de 37 anos, que foi assaltado e sequestrado na noite de segunda (8) em Santa Cruz, Rio de Janeiro.

Conhecido com “Bin Laden”, o caminhoneiro conta que ficou dois dias numa casa com o som da TV muito alto e encapuzado, e que não sabe quantos eram os homens envolvidos no assalto.

“Eles não me agrediram. Ao que tudo indica eles queriam só o caminhão. Ele vale R$ 250 mil”, destacou o caminhoneiro, que informa que o veículo tinha seguro.

Segundo “Bin Laden” depois de dois dias no cativeiro, os bandidos o colocaram num carro de passeio e o libertarem, por volta de 00h30 na beira da Via Dutra , momento em que pediu carona a um estranho para levá-lo a uma delegacia para registrar o Boletim de Ocorrência.

“Quando me libertaram eu avistei um motorista que tinha parado para urinar. Ele se assustou, mas me levou. Foi solidário comigo ”, enfatizou.

Caminhão roubado valeria R$ 250 mil

Já na delegacia, o caminhoneiro ligou, por volta das 2h de quarta (10) para esposa do telefone do delegado, já que os ladrões, além do caminhão, levaram o dinheiro do frete e o seu celular, e este  era o único número que sabia de cor.

“O delegado foi muito bom comigo. Fiquei preso naquilo pensando em quem estava aqui fora”, revelou.

 

Esposa deu alerta pelas redes sociais

Segundo a esposa Nilcéia Rodrigues ela e o marido se falam todos os dias e por isso estranhou quando ele parou de responder às mensagens no Whatsapp.

“Eu dei bom dia e ele não respondeu. Mas nem sempre pode responder na hora. Só que não fez mais contato.”, revelou.

Nilcéia relatou ainda que a preocupação aumentou quando o patrão dele ligou para saber se Márcio tinha chegado da viagem e ela informou que não tinha chegado e nem dera notícias.

“Imediatamente ele acionou a Central de Rastreamento, que detectou que o rastreador foi desligado por volta das 21h em Duque de Caxias.”

A esposa contou que ficou desesperada e começou a acionar os grupos dos caminhoneiros e a postar nas redes sociais e que se sentiu aliviada quando o telefone tocou de madrugada.

“Apesar dele estar muito nervoso, sem conseguir explicar direito o que aconteceu, foi um alívio quando ouvi a sua voz”, finalizou.

Ultimas Notícias
Ultimas Notícias