seg 8/agosto/2022 04:36
Caminhões de transporte de rochas parados no Sul do ES no último dia 12. Foto: Divulgação

Caminhoneiros do setor de rochas do ES prometem trégua na greve por 7 dias

Erika Santos

Após uma reunião de conciliação mediada pelo Ministério Público Federal (MPF) na tarde desta quarta-feira (13), na sede da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Vitória, caminhoneiros do setor de rochas decidiram dar uma trégua na greve que atinge algumas cidades do Estado.

De acordo com o porta-voz dos caminhoneiros, Bira Nobre, uma nova rodada de negociações deve ocorrer na próxima quarta-feira (21). Um promotor federal está analisando a pauta de reivindicações.

Até a tarde desta quarta, caminhoneiros estavam parados em cinco pontos de concentração em Cachoeiro (Rodovia do Frade), um em Baixo Guandu e um em Colatina. Os trabalhadores exigem a padronização de normas para o transporte de cargas. A paralisação teve início na última segunda-feira (12).

Estradas de Vargem Alta, Atílio Vivácqua e Castelo também registraram paralisações. As pistas das rodovias de todas elas, no entanto, não foram bloqueadas.

Os caminhoneiros reivindicam que a fiscalização da amarração das rochas nas carretas seja padronizada, além de uma definição para a forma correta de travamento dos cavaletes e liberação de licença para a utilização de nove eixos. Os motoristas também cobram um maior controle nas pedreiras para combater a fabricação de blocos fora do padrão. Eles querem ainda participar de reuniões para discutir estes tipos de mudanças.

Bira afirmou que “não é contra a fiscalização, mas sim contra a perseguição”, citando que há falta de uniformização nas normas.

Confira depoimentos de caminhoneiros sobre o caso aqui.

Participaram da audiência representantes dos caminhoneiros, do MPF, do sindicato patronal, do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) e da PRF.

Sindirochas

Procurado pela reportagem na última segunda (12), o Sindirochas informou, por meio de nota, que “vem atuando incansavelmente na realização de ações destinadas à divulgação da Resolução 354/2010 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que regulamenta o transporte de rochas ornamentais no país, ao mesmo tempo que busca soluções para adequação da legislação e dos meios de transporte para as rochas ornamentais”.

Ultimas Notícias