seg 22/julho/2024 07:06
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura

Cardiopediatra aponta fatores que alteram colesterol das crianças

redacao
Redação Dia a Dia

Segundo a médica cardiopediatra Andressa Mussi Soares. hábitos alimentares desregrados, falta de atividade física regular e excesso de tempo na frente das telas são os principais fatores que contribuem para o aumento do colesterol entre crianças e adolescentes.

A entrevista da médica é no mês em que é lembrado o Dia mundial do Combate ao Colesterol Alto. A especialista diz que o público infantil já atingiu a marca dos 40% da população que apresenta alterações nas taxas de referência do colesterol.

Seja ela no aumento do LDL (colesterol ruim) ou na diminuição do HDL (colesterol bom). Comparado à população adulta do país, o indicador se iguala. Em homens e mulheres brasileiros, a taxa varia entre 38% e 42%.

“O dia oito de agosto marca essa luta. É uma data de grande importância para prevenção e conscientização da gravidade da doença cardiovascular”, frisa a cardiopediatra.

Ela lembra que hoje é a doença que mais mata no nosso país, sendo uma consequência de patologias como a aterosclerose, que é a obstrução que pode acontecer insidiosamente desde de a vida fetal até a vida adulta.

Dra Andressa reforça que é necessário mudar esse cenário “O risco de elevação do infarto do miocárdio em crianças e adultos jovens é real caso não haja redução nos indicadores”, pontua.

E para possibilitar a mudança desse quadro alguns hábitos saudáveis devem ser adotados, entre eles proporcionar às crianças uma alimentação rica em verduras, legumes e fibras.

“E também evitar gorduras trans e gorduras saturadas. Incentivar atividades físicas de intensidade moderada; criança precisa suar. Ela pode se exercitar jogando bola, dançando uma música que gosta entre outras atividades saudáveis e prazerosas”, destaca.

A médica diz que assim o metabolismo é ativado, melhorando a condição cardiovascular. Mas que é importante também diminuir o tempo diante da tela.

“As crianças não devem passar mais de duas horas em frente à tela. Seja ela do computador, celular ou televisão. Esse excesso traz consequências prejudiciais à saúde cardiovascular dessas crianças”, explica.

Andressa Mussi atua no Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim e deixa um importante recado às famílias. “Nossos filhos são nossos bens mais preciosos e podemos fazer muito por eles. Como cardiologista pediátrica, eu peço a todos que abracem essa causa. Juntos nós poderemos dar um não ao colesterol ruim, melhorar
o colesterol bom e fazer com que nossas crianças vivam saudáveis”, ressalta.

SAIBA MAIS

O setor de Cardiologia presta serviço de diagnóstico e tratamento, oferecendo atendimento humanizado e com alto padrão de qualidade para crianças a adultos.

Com equipamentos de última geração, inclusive para hemodinâmica, o setor tem Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e Unidade Coronariana (UCO).

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Alface-credito Arquivo Incaper-20-07-2024

Banestes anuncia R$ 1 bilhão em recursos para Plano Safra 2024/25

professor

Abertas 200 vagas em curso gratuito de pós-graduação em educação à distância

moradores-recebem-geladeiras-20-07-2024

Moradores atingidos pelas chuvas no Sul do ES recebem doação de geladeiras e lâmpadas

moto-apreendida-19-07-2024

Moto clonada é apreendida em Cachoeiro após ser flagrada pelo videomonitoramento

prisao-suspeito-19-07-2024

Preso suspeito de atirar em mototaxista e enfermeiro em Cachoeiro

Hospital-do-Aquidaban-2-e1609786208993

Enfermeiro baleado já havia pedido medida de afastamento. Familiares pedem justiça

acidente-br-482-19-07-2024

Motociclista de 53 anos morre atropelada por caminhão

cao-atendimento-veterinario

Inscrições prorrogadas para cursos técnicos gratuitos

Leia mais