Casal à deriva resgatado conduzia a embarcação que afundou em Marataízes

Casal à deriva resgatado conduzia a embarcação que afundou em Marataízes
Redação Dia a Dia

Quarenta seis homens, entre efetivo do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Guarda-vidas da Prefeitura de Marataízes, atuaram no resgate de um casal de cunhados cuja embarcação naufragou no município. Eles ficaram seis horas à deriva. A informação é de que teriam saído para pescar quando o barco apresentou falha mecânica.

O condutor é Braz Duarte, de 60 anos, que avisou à família dos problemas e a localização exata, momento em que os familiares iniciaram as buscas, inclusive com a ajuda de pescadores e donos de outros barcos, mas não obtiveram sucesso.

Segundo as informações, a família do homem é pescadora habitual, já que o barco é dele, e nunca havia acontecido um problema como esse.

As forças de segurança do município foram acionadas. Além das viaturas de busca e salvamento e da embarcação do Salvamar Marataízes, o helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo da Secretaria da Casa Militar (Notaer) também participou da ação de resgate.

O Corpo de Bombeiros relata que recebeu um chamado informando que havia uma embarcação naufragando com duas pessoas a bordo no litoral do município de Marataízes.

Imediatamente fizeram contato com a Capitania dos Portos informando as coordenadas geográficas do ultimo ponto em que a embarcação foi avistada.

Em seguida foram acionadas a equipe do Posto Avançado de Bombeiro (PAB) de Marataízes e a equipe do  Salvamar do   Corpo de Bombeiros Militar de Marataízes, bem como dos guarda-vidas do município.

Com uma embarcação de salvamento, a equipe realizou buscas no local das coordenadas, mas as vítimas não foram localizadas naquele momento.

Fizeram então contato com embarcações que navegavam pelo litoral do município para que ajudassem nas buscas e informaram aos guarda-vidas de Presidente Kennedy e Itapemirim.

Diante da dificuldade de localização do casal, mesmo com as coordenadas  do último local em que foram avistados, o Corpo de Bombeiros solicitou imediatamente ao Ciodes Metropolitano apoio do helicóptero do Notaer.

Foi a partir do trabalho da equipe do helicóptero que o casal à deriva foi encontrado e sua localização exata indicada às equipes que estavam na embarcação de busca.

O casal foi resgatado e levado para terra firme, onde, bastante debilitado e desidratado e com queimaduras de sol pelo corpo, já que se agarraram aos cilindros de combustível para continuar boiando, mas o líquido vazou, agravando as lesões.

Os dois foram atendidos pela equipe médica que aguardava com ambulâncias no local. A mulher, Ronilce, tem 55 anos e o casal foi atendido na praia mesmo pela equipe médica e posteriormente transferido para um hospital de Vitória.

 

 

Ultimas Notícias
Ultimas Notícias