Cidades do sul têm muitos estragos provocados pelas chuvas do fim de semana

Cidades do sul têm muitos estragos provocados pelas chuvas do fim de semana
Redação Dia a Dia

Janeiro começou com chuvas constantes em todo o Estado, e na região Sul, inclusive na região do Caparaó, onde ficam localizados vários afluentes do rio Itapemirim, o que provocou o aumento das águas em Cachoeiro.

Com isso o nível do rio Itapemirim subiu três metros acima do nível normal neste final de semana. Houve alagamentos e pontos de interdição, além de desvio do trânsito em alguns pontos do município.

Um deles no ponto de acesso no bairro União, na rodovia Cachoeiro x Safra, próximo à Faculdade Multivix, onde a Guarda Municipal orienta o trânsito na manhã desta segunda-feira (10).

O trânsito na avenida Capitão Deslandes foi invertido em função das águas que invadiram embaixo da Ponte de Ferro, na avenida Beira Rio.

 

Guaçuí

Além de Cachoeiro, foram registrados vários pontos de alagamento em Guaçuí. As chuvas intensas provocaram inundações em várias residências e pontos comerciais, e vias precisaram ser interditadas.

A chuva começou na tarde de sexta-feira (7) e  foi até a madrugada de segunda-feira (10). Além dos alagamentos e interdição de vias, foram registrados deslizamentos de encostas.

Houve uma queda de barreira na madrugada de sábado (8) no km 70 da BR 482, que liga as cidades de Alegre e Jerônimo Monteiro. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) esteve com equipes no local para a remoção da terra e liberação da pista.

 

Alegre

Em Alegre houve chuvas fortes, especialmente neste domingo (9). Dados da prefeitura indicam que foram inúmeros deslizamentos de terra, estradas obstruídas e ruas atingidas pelas águas e pela lama.

Duas famílias ficaram desalojadas e foram remanejadas para aluguéis sociais. A prefeitura informa que vem trabalhando para avaliar os danos e desobstruir as estradas.

 

Castelo

Em Castelo o rio subiu mais de três metros do nível normal,  inundando vários bairros no domingo (9). Segundo as últimas informações, há 206 desabrigados e aproximadamente 610 desalojados no município.

 

Dores do Rio Preto

Em Dores do Rio Preto choveu ininterruptamente na sexta (7), sábado (8) e domingo (9), informa o secretário de Obras Sérgio Barbosa de Araujo.

O secretário diz  que nesta segunda a chuva parou, mas que no domingo houve um deslizamento de terra no Distrito de Mundo Novo.

“Três famílias foram afetadas. Duas moravam de aluguel e já saíram para outras casas, uma ainda continua desalojada”, complementa.

 

Divino de São Lourenço

Casciano Rodrigues Filho, coordenador da Defesa Civil de Divino de São Lourenço, na Região do Caparaó, diz que choveu muito nos últimos dias .

O coordenador diz que houve queda de árvores e de alguns barrancos, mas os problemas se concentraram na zona rural. Segundo ele não houve vítimas e nenhuma ocorrência foi registrada na cidade.

“O nível do rio subiu bastante mas não atingiu nenhuma casa. Hoje a chuva deu um trégua. Vamos ver como fica o tempo durante essa semana. Mas nossa equipe da Defesa Civil Municipal está de plantão para atender todas as ocorrências que por ventura vierem a acontecer”, enfatiza Casciano .

 

Ibatiba

Em Ibatiba houve prejuízos nos bairros Boa Esperança, Floresta e São Sebastião (Pró Morar 1), os mais atingidos pelas chuvas intensas;

No interior do município são muitos os problemas em estradas – que já estão sendo recuperadas pelas equipes da Defesa Civil e Prefeitura – e estragos em propriedades, com muitos pontos de alagamentos.

Houve estragos também em Muqui e Vargem Alta.

 

Ultimas Notícias