Cine.Ema 2019 exibe 19 filmes e dá voz à natureza em Burarama

Cine.Ema 2019 exibe 19 filmes e dá voz à natureza em Burarama

Luz, câmera, ação. O Cine.Ema – Festival de Cinema Ambiental e do Espírito Santo está em contagem regressiva. Entre os dias 13 e 14 de setembro, o distrito de Burarama, em Cachoeiro de Itapemirim, recebe o evento que é o único de cinema no Brasil com este recorte ambiental e sustentável no Espírito Santo.

Este ano, o tema do Cine.Ema é “A floresta que fala”. E para dar voz aos sons da natureza, 19 filmes serão exibidos na praça central de Burarama.

A programação está dividida em três momentos: Cine.Ema 2019, que é a mostra competitiva do evento com 11 produções audiovisuais, o Cine.Eminha – com quatro exibições de produção infantil -, e pela primeira vez, o Ema.Mulher, com a exibição de quatro filmes.

O festival reúne produções de diversas regiões do Brasil e trabalha mais do que cinema, envolve o público em uma série de atividades de cunho ambiental e sustentável.

Além da mostra, terão shows, exposição de bordados, pré-estreia do filme “Abelha Rainha” de Thayla Fernandes, e trilha para observação da natureza. Para a criançada, terão oficinas e uma programação diferenciada, sempre em contato com elementos sustentáveis.

Esta é a 5ª Mostra Nacional de Cinema Ambiental do Espírito Santo, e o nome Cine.Ema não é à toa, é uma alusão às telonas, mas principalmente à um dos símbolos do vilarejo de Burarama: a Pedra da Ema.

A premiação vai ser feita no último dia do evento no distrito. A seleção do melhor filme conta com uma equipe técnica de jurados e o vencedor levará pra casa o Troféu Sino, mais um símbolo da cidade.

Quem visitar o evento, pode se hospedar no distrito de Burarama e ainda conhecer a produção local e as belezas naturais da região. Depois de Burarama, é a vez da Reserva Ambiental de Águia Branca em Vargem Alta receber a sua 2ª edição festival, na semana seguinte, entre 20 e 21 de setembro.

Cine.Ema

Desde 2015, o projeto Cine.Ema mistura a magia do cinema às belezas naturais e paisagísticas do distrito de Burarama, em Cachoeiro de Itapemirim. Essa forma inusitada de levar educação ambiental por meio das telonas ganhou nome no cenário nacional por ser o único evento de cinema no Brasil com este recorte ambiental e sustentável no Espírito Santo.

A Mostra Nacional de Cinema Ambiental do Espírito Santo leva, por meio de produções audiovisuais, a reflexão sobre memória, paisagens, realidades e desafios do meio ambiente de forma sensível e criativa. Mais do que cinema, o projeto promove atividades de formação ambiental para crianças e adultos.

Burarama

Com 2.400 habitantes, o distrito rural de Burarama fica a 35km da sede de Cachoeiro de Itapemirim, sendo a principal rota turística do município.

Se destaca por uma gigantesca formação rochosa que em contato com os raios solares, fazem com que uma enorme falha na pedra forme a figura de uma ema, ave que se alimenta de ovos e frutos. A visualização desta ave é considerada perfeita entre os meses de junho e setembro, período onde acontecem as atividades de pré-produção e produção do Cine.Ema.

Quem visita Burarama, tem o contato direto com o campo, a natureza e a cultura local. A região possui pequenas propriedades rurais de agricultores familiares, em sua maioria descendentes de italianos e africanos que iniciaram sua história com o plantio do café, no início do século XX.

Cine.Ema na Reserva

A proposta do Cine.Ema na Reserva é “ver e fazer cinema na mata”, desenvolvendo um conceito de cinema ecológico e turístico proporcionando a quem participa uma experiência diferente com as telonas. Serão realizadas, entre os dias 20 e 21 de setembro, oficinas, exibições audiovisuais e shows musicais praticamente dentro da mata. O projeto acontece na Reserva Ambiental da Águia Branca que fica no Km 303, Rodovia ES-164 em Vargem Alta (ES).

Programação

Sexta Feira – 13 de Setembro

Cine.Eminha
16h – PapoNique + Teatro
Local: Quintal da Dona Alair
17h30 –
Show musical: Onde Andará, de Pedro Alcântara
Local: Praça José Gava
18h30 –
Mostrinha de Cinema
Caminho dos gigantes, de Alois Di Leo (Ani, 12’, SP, 2016, Livre)
O melhor som do mundo, de Pedro Paulo Andrade (Fic, 13’, SP, 2015, Livre)
Lá do alto, de Luciano Vidigal (Fic, 8’, RJ, 2016, Livre)
Nimbus, o caçador de nuvens, de Marco Nick (Ani, 16’, MG, 2016, Livre)

Cine.Ema 2019
19h –
Exposição de Bordados Sons da Natureza
20h – Abertura Oficial
20h30- Mostra Competitiva [Parte 1]
Rio das Lágrimas Secas, de Saskia Sá (Doc, 25’, ES, 2018, Livre)
Quando a chuva vem?, de Jefferson Batista (Ani, 8’, PE, 2019, Livre)
Enraizada, de Tiago Delácio (Doc, 8’, PE, 2019, Livre)

Filadelphia, de Dani Drumond (Doc, 7’, SP, 2018, Livre)
Majur, de Rafael Irineu (Doc, 20’, MT, 2018, Livre)
21h30 – Burarama na Tela
Pré-estreia “Abelha Rainha” de Thayla Fernades
22h – Show musical: Trio Maracá (ES)

Sábado -14 de Setembro

07h – Trilha: Olhares para a Natureza
Concentração na praça José Gava
19h – Mostra Competitiva [Parte 2]
Zana – O filho da Mata, de Augustto Gomes (Fic, 15’, AM, 2019, Livre)
Plantae, de Guilherme Gehr, (Ani, 10’, RJ, 2017, Livre)
Filho de Peixe, de Igor Ribeiro, (Doc, 13’, RN, 2018, Livre)
Seiva, de Ramon Batista, (Fic, 8’, PB, 2019, Livre)
A viagem de Ícaro, de Kaco Olimpio e Larissa Fernandes (Doc, 19’, GO, 2018, Livre)
Nova Iorque, de Leo Tabosa (Fic, 24’, PE, 2018, Classificação indicativa: 10 anos)
20h30 – Mostras Oficina de Vídeo
21h –  Premiação
22h – Show musical: Baobab Trio (ES)

Ultimas Notícias

Entre para nosso clube de leitores DiaaDiaES.

Cadastre o seu email e acompanhe todo o nosso conteúdo, além de materiais exclusivos a assinantes.

Nos comprometemos a jamais enviar qualquer tipo de spam para sua caixa de entrada.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz -

grandbetting güvenilir mi