Santa Casa Cachoeiro é o hospital de referência para coronavírus no Sul. Foto: Santa Casa Cachoeiro

Com pena, mãe tira o filho da rua e acaba sendo espancada em Cachoeiro

Com pena, mãe tira o filho da rua e acaba sendo espancada em Cachoeiro
Foto: Divulgação/Santa Casa Cachoeiro

Uma aposentada de 84 anos está internada na Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim após ser espancada pelo filho de 59 anos. O caso ocorreu nesta terça-feira (15) no bairro Alto Amarelo.

A agressão revoltou os familiares da idosa, que chamaram a polícia. A idosa sofreu ferimentos no rosto e nos braços. Ela foi socorrida por vizinhos e levada para a Santa Casa, em estado grave.

Nesta quarta, segundo o neto, um servidor público de 50 anos, a idosa teve melhora em seu quadro de saúde, que é considerado estável pelos médicos.

De acordo com familiares, o filho da aposentada, que residia em São Paulo, apresentava nos últimos anos um comportamento agressivo e, por conta disso, passou a morar na rua, na capital paulista.

“Minha avó ficou sabendo e chamou meu tio – que é filho da aposentada – para morar com ela, aqui em Cachoeiro”, disse o servidor público.

De acordo com ele, o tio usa remédio controlado em função de problemas psiquiátricos. Na manhã desta terça, teria tido uma crise. A mãe foi ajudá-lo e neste momento acabou agredida com socos e chutes.

Assim que soube da agressão, o neto solicitou apoio da Polícia Militar, buscou o tio e o levou à delegacia, onde foi ouvido pelo delegado de plantão.

O acusado explicou para o delegado que já foi internado diversas vezes por problemas psicológicos e que faz uso de remédios controlados. Ele afirma que não consegue se lembrar de ter agredido a aposentada.

Em depoimento, ele relatou que na manhã das agressões fez o café e saiu para comprar pão. Na volta teve crise nervosa e desmaiou. Quando acordou, sua mãe já tinha sido socorrida pelos vizinhos.

“O delegado o liberou, por ficar comprovado o distúrbio psiquiátrico, mas vai solicitar à Justiça a internação compulsória do meu tio”, explicou o servidor público. Já sua avó, assim que sair do hospital, vai ficar na casa de uma filha.

Para não identificar a mãe e os demais familiares, que pediram anonimato, não está sendo informado o nome do filho agressor.

Entre para nosso clube de leitores DiaaDiaES.

Cadastre o seu email e acompanhe todo o nosso conteúdo, além de materiais exclusivos a assinantes.

Nos comprometemos a jamais enviar qualquer tipo de spam para sua caixa de entrada.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz