Maria Rosa e os irmãos Arthur e Heitor fizeram questão de tirar fotos ao lado dos policiais. Foto: Acervo da família

De policiais a heróis, militares realizam sonho de crianças em Cachoeiro

De policiais a heróis, militares realizam sonho de crianças em Cachoeiro

Uma festa infantil, três aniversariantes e a presença de dois heróis que não usam capa,  não  voam, e nem têm nenhum outro superpoder, mas que arriscam a vida pelo bem da sociedade e conquistaram fãs e admiradores mirins no bairro Abelardo Machado, em Cachoeiro.

Esses heróis são admirados pelas crianças porque usam uniformes da Polícia Militar (PM) do Espírito Santo e são vistos com frequência nos bairros e em convivência com suas famílias.

Os policiais militares Jorgemar Nunes Cunha, o sargento Cunha, e Diovagner Santos Alcântara, o cabo Alcântara, alegraram a festa de dois irmãos e uma prima ao passarem pelo aniversário delas fardados.

Juliana Pinheiro, 38 anos, estudante de Direito, mãe de Arthur e Heitor, e tia de Maria Rosa, conta que a família decidiu comemorar o aniversário do filho mais novo e da sobrinha no mesmo dia, já que os convidados são geralmente os mesmos.

A inclusão do filho mais velho na festa foi devido ao ciúme que ele sentiu e o pedido para que tivesse a comemoração do aniversário, que acontece em outubro, antecipada.

Organizada a festa, feitos os convites, a mãe  conta que falou para o amigo da família e policial militar, o Cabo Alcântara, da tristeza das crianças com o não comparecimento dele e de sua família pela primeira vez ao encontro festivo, em função de sua escala de trabalho.

A mãe conta que o filho Arthur, que sempre sonhou em ser policial, e que diz que depois vai ser veterinário do Exército,  comentou que seria muito legal se o “tio” Alcântara fosse na festa com a roupa da Polícia Militar.

Informado desse desejo da criança, o cabo e o sargento Cunha deram uma rápida passada pelo local e o encantamento das crianças foi total, conta a mãe.

“Foi emocionante. Os olhinhos das crianças brilharam por causa da presença deles. Foi muito bonito de ver. O Heitor entrou na viatura e ficou deslumbrado porque nunca tinha tido contato tão de perto com um policial fardado e nunca tinha visto o “tio” com aquela roupa”, relata.

Ela diz que a festa parou com a chegada deles. “As crianças vieram correndo para tirar foto com eles. Foi muito bonito”, relata.

O sargento Cunha, que está na Polícia Militar há 25 anos, diz que foi muito gratificante ser recebido tão calorosamente pelas crianças.

” É muito bom ver que o olhar das crianças sobre a polícia mudou. Antes os pais amedrontavam os filhos dizendo que a polícia ia pegar. Hoje ela nos querem por perto”.

Cunha enfatiza que esse é o olhar que toda a sociedade deveria ter, pois todo policial jura proteger a sociedade, inclusive com risco para a própria vida.

” É uma felicidade ver que as crianças se sentem seguras com a nossa presença. Temos sido cada vez mais procurados para aniversários e outros eventos e isso é realmente muito bom”.

 

 

Ultimas Notícias

Entre para nosso clube de leitores DiaaDiaES.

Cadastre o seu email e acompanhe todo o nosso conteúdo, além de materiais exclusivos a assinantes.

Nos comprometemos a jamais enviar qualquer tipo de spam para sua caixa de entrada.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz -

grandbetting güvenilir mi