sex 20/maio/2022 14:31

Duas escolas de Anchieta estão entre as 50 melhores do Espírito Santo

Duas escolas de Anchieta estão entre as 50 melhores do Espírito Santo
Redação Dia a Dia

As escolas Alcides Ceccon, que funciona em Castelhanos, e Irmã Terezinha Godoy de Almeida, que atualmente funciona no Centro Cultural, no centro de Anchieta, estão classificadas entre as 50 melhores do Espírito Santo.

A avaliação é do Programa de Avaliação da Educação Básica (Paebes) 2021. As duas unidades foram agraciadas com o prêmio ‘Escola que Colabora’.

O prêmio é uma ação do Pacto pela Aprendizagem do ES (Paes), destinado a contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica da rede pública de ensino dos municípios signatários do Paes e da rede estadual.

O Paes promove ações de cooperação técnico-pedagógica entre escolas com altos indicadores educacionais e escolas com baixos indicadores.

A premiação é embasada nas maiores médias do 2º ano do ensino fundamental no Paes, calculadas com base no Índice de Resultado da Escola (IRE) nas disciplinas de língua portuguesa e de matemática.

Alcides Ceccon e a EMEF Irmã Terezinha Godoy de Almeida alcançaram as notas 7,93 e 8,0, respectivamente no Paebes 2021.


O secretário municipal de Educação, Carlos Ricardo Balbino, classifica o resultado como fruto do amplo trabalho das escolas. “As escolas se dedicaram, assim como a equipe gestora encabeçada pelas diretoras Virgínia Jandes Garcia e Elisangela Gonzales Vieira, como também pelas professoras Lucineia Petri Quintino, Marlene Auxiliadora Monequi, Stephani Bertulani Lourencini, Nathalia Bogio dos Santos, que atuaram nas turmas de 2º ano em 2021”, descreveu Balbino.

Segundo Balbino, os resultados demonstram ainda que o programa municipal Todos Pelo Aprendizado, do macro Programa Anchieta Criativa e Empreendedora, já rende frutos em tão pouco tempo.

O secretário conta que a avaliação é de 2019, quando o município ainda não tinha o programa, e trouxe resultado totalmente diferente e que na época o município não teve nenhuma escola entre as melhores do Estado, apenas apoiadas. A avaliação ocorre a cada dois anos.

As escolas premiadas receberão R$ 70 mil e terão que auxiliar as unidades com menor índice de aprendizado, compartilhando boas práticas para que as escolas apoiadas consigam melhorar seus indicadores.

A premiação e as boas notas demonstra que com engajamento dos professores e das escolas é possível alcançar bons resultados independente das dificuldades, derrubando alguns mitos que muitos tentam fazer valer como verdade na educação, como por exemplo a infraestrutura e a baixa condição socioeconômica dos alunos”, afirma o secretário.

Ultimas Notícias
Ultimas Notícias
Geral

Seja leve!

%d blogueiros gostam disto: