Exercícios de alongamento melhoram produtividade, diz fisioterapeuta

Exercícios de alongamento melhoram produtividade, diz fisioterapeuta
Redação Dia a Dia

Se você é do tempo que se “espreguiçar” durante o horário de trabalho era um erro imperdoável, precisa rever seus conceitos, já que especialistas garantem que o ato (chamado corretamente de alongar)oferece inúmeros benefícios e pode melhorar a postura, aumentar a flexibilidade, aliviar a dor e prevenir lesões.

Quem esclarece é a fisioterapeuta do Viver Bem Unimed Talita Novaes. “Alongar ajuda a diminuir o estresse diário e potencializa a concentração na jornada de trabalho. Com a mente mais relaxada, a produtividade e a criatividade também aumentam”, detalha.

Segundo a profissional, atividades físicas proporcionam benefícios para o corpo e a mente, e combinar algum tipo de exercício com a rotina de trabalho pode ajudar na produtividade, na criatividade e na redução do estresse.

“Ainda que não haja um tempo específico para a ginástica laboral, existem maneiras leves de inserir o hábito saudável no dia a dia por meio do alongamento”, enfatiza.

A especialista detalha que quando uma pessoa permanece muitas horas sentada, o músculo acaba ficando rígido, impedindo que o sangue adentre totalmente na fibra muscular para levar os nutrientes.

“Nesse sentido, o alongamento permite que o sangue circule melhor no corpo, fazendo com que os músculos sejam mais hidratados com oxigênio e nutrientes”.

Talita destaca que outras atividades físicas, como caminhada, corrida, pedalada, pilates, ioga, musculação e hidroterapia, podem ser praticadas em paralelo para auxiliar no fortalecimento dos músculos.

A fisioterapeuta alerta ainda que há algumas situações em que o alongamento é contraindicado: inflamação ou infecção nas áreas envolvidas; dor aguda; integridade óssea ou vascular comprometida; e fratura recente.

“O mais indicado é que um profissional especializado passe as orientações iniciais sobre tipos de alongamento para que os exercícios sejam feitos com intensidade e forma corretas”, ressalta.

Ultimas Notícias