Governo do Estado abre programa de residência médica em neurocirurgia

Governo do Estado abre programa de residência médica em neurocirurgia
Redação Dia a Dia

O Hospital Estadual Central, em Vitória, referência ao atendimento em doenças do Sistema Nervoso Central e Periférico, terá um  Programa de Residência Médica em Neurocirurgia.

A informação é do Governo do Estado, que iniciará o ano de 2022 com essa entrega ao Sistema Único de Saúde capixaba. É a primeira vez que o Estado terá essa residência médica.

A Secretaria da Saúde (Sesa), por meio do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), conseguiu a autorização do Programa com a  Comissão Nacional de Residência Médica, do Ministério da Educação, e terá início em março de 2022.

O novo programa também conta com o apoio da Fundação Estadual de Inovação em Saúde – iNOVA Capixaba, que administra do o Hospital Central.

Além da residência médica em Neurocirurgia, o ICEPi também alcançou a autorização para mais dois programas: Clínica Médica e Medicina Intensiva, com duas vagas para ambos, com início para março de 2022.

Os residentes da Clínica Médica terão como campo de prática os Hospitais Estaduais de Vila Velha (HESVV), Antonio Bezerra de Farias (HABF) e Dório Silva (HEDS), além do Centro Regional de Especialidades (CRE) Metropolitano, com duração de dois anos de prática. Já a Medicina Intensiva, o campo de prática será no Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), com três anos de duração.

A princípio, para início do programa de Residência em Neurocirurgia, será ofertada uma vaga, com duração de cinco anos de residência. O objetivo, segundo o diretor do ICEPi, Fabiano Ribeiro, é poder aumentar a oferta da especialidade, além de fixar o profissional no seu campo de prática, no Estado.

“Queremos proporcionar ao Estado, por meio das residências médicas, uma oferta maior de profissionais que atuam no território capixaba. Poder qualificá-los e formá-los dentro do Sistema Único de Saúde, nos hospitais geridos pelo Estado e para o SUS”, destacou Fabiano.

Para o coordenador do Serviço de Neurocirurgia e Neurorradiologista Terapêutica do HEC, Leandro Assis, a aprovação da residência em Neurocirurgia pelo ICEPi representa um marco para a área. “Este momento é histórico e vai contribuir em muito para o fortalecimento da saúde pública no Espírito Santo”, completou.

A coordenadora do Programas de Residências do ICEPi, Clarice Sampaio, enfatiza que a aprovação dos novos Programas de Residência representa um ganho para o SUS capixaba.

“Para os residentes, a formação em serviço significa conhecer a realidade e os desafios cotidianos. Dessa forma, poderão contribuir para a transformação dessa realidade e para o fortalecimento da saúde pública”, ressaltou.

Ainda em setembro deste ano, o ICEPi recebeu a autorização para implantar o Programa de Residência Médica em Psiquiatria em 2022, em Cachoeiro de Itapemirim, com três vagas.

Atualmente há oferta em Residência em Psiquiatria na Grande Vitória, que já conta com duas turmas e atuação nos Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), no Hospital Estadual de Atenção à Clínica (HEAC), no Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (Hucam), e outros serviços que compõem a rede de saúde mental.

Ultimas Notícias
Ultimas Notícias