seg 8/agosto/2022 17:00
Jerônimo Monteiro, no Sul do Espírito Santo. Foto: Alessandro de Paula

Hackers invadem sistema da Prefeitura de Jerônimo Monteiro

Hackers invadem sistema da Prefeitura de Jerônimo Monteiro
Redação Dia a Dia

O sistema de informática da Prefeitura de Jerônimo Monteiro, no Sul do Espírito Santo, foi invadido por hackers na última sexta-feira (1º), feriado do Dia do Trabalho. A informação é da própria administração, que informou que dados públicos foram bloqueados e alguns serviços municipais afetados.

“O ataque criptografou dados e impossibilitou o acesso aos sistemas administrativo, contábil e financeiro da administração municipal, mas nenhum valor foi retirado das contas do município”, informou a prefeitura.

O ataque ocorreu por volta das 12 horas. Ao realizar um vistoria ao servidor de informática, o técnico responsável pela rede de computadores da prefeitura encontrou os programas do sistema com acesso negado.

Uma mensagem na tela do computador informava a invasão e indicava um endereço de e-mail para que fosse feito contato com os criminosos a fim de negociar a recuperação dos dados mediante a pagamento com moeda virtual, bitcoin. A legislação proíbe aos municípios o pagamento de resgate de dados em crimes cibernéticos.

O setor de informática informou que o servidor possui antivírus e conta com sistema de proteção de dados em todos os computadores da sede da prefeitura, no entanto, o sistema de informática, de acordo normas do Tribunal de Contas, é interligado a outros computadores externos por VPN (Virtual Private Network), que são túneis de acesso para a execução dos serviços administrativos das Secretarias de Desenvolvimento Social, de Saúde, de Agricultura e também pelos setores de RPPS, SAAE e pela Câmara de Vereadores, o que pode ter facilitado a invasão dos hackers.

O caso foi denunciado à Polícia Civil, que conduzirá a investigação para buscar a origem da invasão e a identidade dos responsáveis. Além da Polícia Civil, a prefeitura informou que também acionará o Ministério Público, o Tribunal de Contas e o governo do Estado para as devidas providências.

Contas bloqueadas

Segundo a prefeitura, devido ao ataque, todas as contas bancárias estão bloqueadas, assim como pagamentos, transações financeiras e os serviços on-line da administração, que estão indisponíveis.

“A prefeitura já está adotando medidas de reiniciar todo o sistema de informática para dar sequência aos atos da municipalidade, contudo, o prazo para o retorno dessas atividades é indeterminado”, informou a administração.

“Estamos passando por uma crise mundial em que a população está sendo afetada diretamente e nesse cenário trágico surge ainda o sequestro dos dados da municipalidade, travando parte dos serviços do nosso governo. Felizmente, os invasores não conseguiram chegar às contas bancárias, contudo, processos estão parados, pagamentos, aquisições e serviços podem ser prejudicados. Mas estaremos montando uma força-tarefa em equipe para resolver o problema, voltar a trabalhar e garantir os direitos dos cidadãos de Jerônimo Monteiro”, disse o prefeito Sérgio Fonseca.