20 de abril de 2021 16h00

Hospital Evangélico amplia serviço de oncologia em janeiro

O Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim (Heci) contará com uma nova estrutura para atendimento de quimioterapia a partir de janeiro de 2020. A ampliação está sendo executada desde 2019, para oferecer mais consultórios, uma sala de procedimentos, mais espaço de recepção e o dobro do número de boxes para tratamento de câncer passando dos atuais oito boxes para 16.

O espaço também conta com uma farmácia de manipulação de quimioterápico adequada ao serviço.

A obra é um sonho e uma necessidade de quem frequenta o serviço, pois há algum tempo a área física não comporta mais a quantidade de pessoas atendidas diariamente. Este novo espaço é destinado exclusivamente aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) vindos de toda região sul capixaba.

“Um diferencial desta obra é a humanização!”, afirma a arquiteta do Heci, Isabela Romanelli.

Bem-estar

Segundo ela, tudo está sendo pensado para o bem-estar dos pacientes e funcionários.

“Queremos que todos se sintam acolhidos! Materiais de acabamento, mobiliário, decoração, cores… tudo pensando no aconchego daqueles que passarem por ali. Até os banheiros da área de quimioterapia serão humanizados, pois serão adaptados para pacientes ostomizados!”

Isabela diz que se sente emocionada: “Trabalho com muito amor, para os pacientes. Coloco-me no lugar deles, em todos os projetos. Tento entender os medos e as angústias que poderão sentir em cada cantinho do espaço, e então traço o projeto para reverter essa situação e transformar a angústia em encantamento! Quero fazer com que esqueçam, por um segundo que seja, a doença e suas consequências. Se eu conseguir um sorriso, terá valido à pena”.

Isabela tem motivos especiais para tanto carinho com a oncologia: “Tive a experiência do paciente viva em mim: meu pai teve câncer durante alguns anos”, contou.

Saiba mais

Segundo o médico oncologista e coordenador do serviço, José Zago Pulido, a incidência do câncer aumenta ano após ano. São vários os fatores envolvidos, e as instituições que atendem este tipo de doença precisam estar sempre se readequando para absorver a esta demanda.

A demanda atual é de 1.300 novos casos ao ano, em média. “Temos uma média de 1.400 pacientes em tratamento continuado que necessitam comparecer ao setor de quimioterapia mensalmente”, frisou.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz