dom 21/julho/2024 10:33
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura
Linhas de transmissão de energia. Foto: Divulgação

Justiça proíbe corte de energia de empresa na pandemia em Cachoeiro

redacao
Redação Dia a Dia

O juiz Frederico Ivens Mina Arruda de Carvalho, da 1ª Vara Cível de Cachoeiro de Itapemirim, determinou que uma empresa da cidade tivesse a demanda de energia contratada junto à EDP reduzida durante a pandemia de coronavírus e que neste período não aconteça o corte nos serviços. A ação foi movida pela equipe da Altoé Advocare Advogados Associados.

A principal razão alegada para o pedido de liminar foi que por conta da crise econômica provocada pelo coronavírus, a empresa não estaria utilizando a cota de energia firmada junto à concessionária, pois teve suas atividades afetadas durante o período de isolamento.

Com isso, o juiz deferiu parcialmente o pedido e determinou que a EDP, no período de crise causado pela Covid-19, reduza a demanda contratada ao mínimo e se abstenha de cortar energia por falta de pagamento, ocorrido após início da quarentena.

Integrante da equipe que moveu a ação, o advogado Mateus Fassarella, especialista em Direito Civil e Empresarial, disse que a decisão equilibra os efeitos do contrato.

“O ajuizamento da ação busca equilibrar os efeitos do contrato entre a empresa e a prestadora de serviços, porquanto a demanda contratada de energia deve ser paga independente do uso total dos serviços, e, neste período de quarentena as empresas não estão usando a energia porque estão totalmente ‘paradas’ e sem auferir lucro por questões alheias à vontade e de força maior, logo, estão pagando por algo que não estão usando, tornando o contrato excessivamente mais oneroso”, afirma Fassarella.

Demanda contratada

Demanda contratada é uma espécie de cota que a unidade consumidora irá utilizar dentro dos seus processos de consumo de energia elétrica. Para isso, as regras são firmadas em contrato entre a empresa e a concessionária. Independentemente de a contratante usar ou não a cota integral, o valor contratado deve ser pago.

A EDP informou por meio de nota que não foi notificada da decisão e ressalta que os procedimentos adotados pela empresa estão em consonância com as diretrizes e regulamentação editadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), órgão regulador do setor elétrico. A ação cabe recurso.

Saiba mais sobre a ação movida na Justiça

https://www.instagram.com/tv/B_fvrD3ABnv/?hl=pt-br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

moradores-recebem-geladeiras-20-07-2024

Moradores atingidos pelas chuvas no Sul do ES recebem doação de geladeiras e lâmpadas

moto-apreendida-19-07-2024

Moto clonada é apreendida em Cachoeiro após ser flagrada pelo videomonitoramento

prisao-suspeito-19-07-2024

Preso suspeito de atirar em mototaxista e enfermeiro em Cachoeiro

Hospital-do-Aquidaban-2-e1609786208993

Enfermeiro baleado já havia pedido medida de afastamento. Familiares pedem justiça

acidente-br-482-19-07-2024

Motociclista de 53 anos morre atropelada por caminhão

cao-atendimento-veterinario

Inscrições prorrogadas para cursos técnicos gratuitos

zeze-da-cofril-19-07-2024

Zezé da Cofril assume presidência do PP em Cachoeiro de Itapemirim

mototaxista-carona-baleados-17-07-2024

Polícia ouve testemunhas a respeito do atentado contra mototáxi em Cachoeiro

Leia mais