Lavador de carros acusado de matar namorada a facadas é autuado por feminicídio

Lavador de carros acusado de matar namorada a facadas é autuado por feminicídio
Redação Dia a Dia

O suspeito de matar a auxiliar de serviços gerais, Juliana Machado, foi autuado por homicídio qualificado por motivo fútil e feminicídio. Ele continua hospitalizado na Santa Casa de Misericórdia em Cachoeiro e seguirá para o sistema prisional após sair do hospital.

De acordo com o delegado plantonista, Thiago Mello, o autor é namorado da vítima, que tem uma filha de cinco anos. O suspeito é um lavador de carros de 28 anos. Seu nome não foi divulgado pela polícia.

O delegado explicou que a informação do suspeito à polícia é que a discussão começou por ciúmes. No entanto, Thiago Mello não entrou em detalhes sobre o que teria causado o ciúme.

Ainda, segundo o delegado, o suspeito sofreu cortes leves no pescoço. Já Juliana foi morta com uma facada na clavícula e na testa. Devido aos ferimentos, ela perdeu muito sangue e entrou em choque hipovolêmico, morrendo no hospital.

Juliana trabalhava no setor de higienização do Hospital Infantil São Francisco de Assis (Hifa). Ela e a família participavam da comunidade Nossa Senhora das Graças, da paróquia São Sebastião.

O crime ocorreu por volta de 22 horas de sábado (8) em um prédio de três andares no bairro Guandu. Após esfaquear a namorada, o suspeito teria pulado do terraço e precisou ser socorrido pelo Samu, assim como Juliana.

Ultimas Notícias