Luto de 3 dias em Cachoeiro pela morte da filha de Newton Braga

Luto de 3 dias em Cachoeiro pela morte da filha de Newton Braga

Morreu na manhã deste domingo (5), no Rio de Janeiro, a cachoeirense Marília Braga, filha do escritor Newton Braga e da artista plástica Isabel Cúrcio Braga. O prefeito Victor Coelho decretou luto oficial de três dias na cidade.

Marília esteve em Cachoeiro com a irmã Rachel pelas comemorações dos 110 anos de Newton. Segundo a prefeitura, ela passou mal no sábado, foi levada ao hospital, onde acabou falecendo pela manhã.

Nascida em 17 de maio de 1940, Marília é a segunda dos três filhos do casal Braga. Deixou um filho.

Ela morou por cerca de 20 anos nos Estados Unidos, tendo sido uma grande estudiosa da vida de Eleanor Roosevelt, ex-primeira-dama do país norte-americano, que se destacou por seu trabalho em defesa dos direitos humanos.

Junto aos irmãos Edson e Rachel, Marília participou, em 2011, da edição do livro “Newton Braga, Cachoeirense Ausente”, em comemoração ao centenário do escritor.

Recentemente, compilou todas as poesias do pai, da década de 20 à década de 60, trabalho que resultou em um livro, com previsão de lançamento para 2022. Também havia iniciado o resgate do acervo de Isabel Braga, que seria exposto em outra obra.

Marília participou ativamente das ações de celebração dos 110 anos de seu pai. Em agosto, ela e sua irmã Rachel estiveram em Cachoeiro para a inauguração da exposição “Newton Braga entre seus amores”, na Casa dos Braga, e para a recolocação do busto de Newton na parte central da praça Jerônimo Monteiro.

Entre para nosso clube de leitores DiaaDiaES.

Cadastre o seu email e acompanhe todo o nosso conteúdo, além de materiais exclusivos a assinantes.

Nos comprometemos a jamais enviar qualquer tipo de spam para sua caixa de entrada.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz -

grandbetting güvenilir mi