Melhor serviço de água e esgoto do Espírito Santo é o de Cachoeiro, diz TC-ES

Melhor serviço de água e esgoto do Espírito Santo é o de Cachoeiro, diz TC-ES
Redação Dia a Dia

Levantamento feito pelo Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (TCE-ES) aponta Cachoeiro como o primeiro colocado no Ranking de Saneamento Básico dos Municípios Capixabas (RSBMC). A cidade conquistou a nota 8,36, a única acima de 8,0 entre os 78 municípios capixabas.

O segundo e o terceiro lugar foram ocupados por Boa Esperança, com 7,79, e Mucurici, 7,02. Já a nota média em todo o Estado ficou em 4,61.

Para elaborar o ranking, o TCE-ES fez a coleta de dados no Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) – onde os dados mais recentes se referem a 2019 – e utilizou a mesma metodologia do Instituto Trata Brasil (ITB), avaliando a eficiência dos serviços e das prestadoras.

Para compor as notas de desempenho, além de indicadores de atendimento total e urbano de água potável e de coleta e tratamento de esgoto, foram levadas em consideração questões sobre a melhora e a eficiência no atendimento ao cidadão, incluindo os investimentos realizados.

O documento completo pode ser acessado no site do TCE-ES, por meio do link https://www.tcees.tc.br/autenticidade/?id=AF74E061F6A54C5.

Bruno Ravaglia, diretor da BRK Ambiental, destaca que o município é o único do ranking em que tanto os serviços de água, quanto os de esgoto são oferecidos por meio de uma parceria público-privada.

“Com a melhor classificação do Espírito Santo, Cachoeiro demonstra que esse modelo de gestão dos serviços de água e esgoto tem dado certo, com uma nota no ranking superior à média no Estado”, afirma.

O relatório do TCE-ES confirma a evolução de Cachoeiro, especialmente na universalização dos serviços de coleta de esgoto.

Segundo ainda o levantamento, além do município, apenas três outras cidades capixabas, Muqui, Dores do Rio Preto e Baixo Guandu, podem ser consideradas universalizadas em termos de coleta de esgoto, atendendo a mais de 90% de sua população total com o serviço.

O indicador médio de tratamento de esgoto em Cachoeiro, que em 2019 era 74,17% e atualmente chega a 98,15%, também ficou bem acima da média estadual, de 42,5%, e da média brasileira, de 49,1%.

O município ainda mantém a primeira posição na classificação dos municípios por novas ligações de esgoto sobre ligações faltantes, com 240,98% de novas ligações de esgoto sobre as ligações necessárias; e está entre os três municípios com as maiores porcentagens de novas ligações de água sobre as ligações necessárias, com 98,27%.

Para o diretor da BRK Ambiental em Cachoeiro, o Ranking de Saneamento Básico dos Municípios Capixabas reforça o avanço alcançado por Cachoeiro a partir de um modelo de gestão socialmente responsável na oferta dos serviços de água e esgoto.

“Somos, hoje, referência para todo o Estado do Espírito Santo. Seguimos trabalhando para a modernização e ampliação do sistema de abastecimento de água e de esgotamento sanitário do município, e a conquista de manutenção da universalização na cidade passa, especialmente, pela disseminação da cultura do saneamento”, finaliza Bruno Ravaglia.

Ultimas Notícias