Sinal pintado na Ponte de Pedestres. Foto: Alessandro de Paula

Mistério das cruzes marcadas no chão de Cachoeiro é desvendado

Mistério das cruzes marcadas no chão de Cachoeiro é desvendado

Um mistério chegou ao fim em Cachoeiro de Itapemirim: as marcações em formato de cruz ou de X espalhadas pela cidade foram feitas por uma empresa que presta serviço para a BRK Ambiental para georreferenciamento de área e para identificar os pontos dos interceptores da rede coletora de esgoto abalados pela enchente ocorrida em janeiro.

Essas pinturas vinham sendo alvo da curiosidade dos cachoeirenses. Nos grupos de Whatsapp não faltaram comentários, alguns bem humorados, como marcações para pousos de OVNIs ou alvos para mísseis.

A reportagem do Dia a Dia chegou a ouvir os principais órgãos há cerca de um mês, como prefeitura, EDP e a própria BRK, mas na ocasião ninguém esclareceu o motivo.

A BRK esclarece que, quando foi procurada pela reportagem anteriormente, informou como não sendo suas tais marcações no asfalto, uma vez que elas nunca haviam sido empregadas em nenhuma atividade sua ou de empresas contratadas.

A concessionária explicou que os interceptores marcados pelos sinais no chão levam o esgoto coletado para a estação de tratamento no bairro Coronel Borges.

Pintura no acesso à Ponte de Ferro, em Cachoeiro de Itapemirim. Foto: Alessandro de Paula

Ao todo, segundo a empresa, são cerca de 40 marcações em um raio de 12 quilômetros entre os bairros União e Valão, passando por vários pontos dentro da cidade. A reportagem visitou e fotografou as pinturas em sete locais.

O que está sendo feito

De acordo com a BRK, as marcações fazem parte do trabalho que tem como objetivo identificar, por meio de metodologia de engenharia de processamento de dados, com maior exatidão e de forma detalhada, os pontos para serviços de manutenção e reforço das estruturas.

Antes das pinturas serem feitas no asfalto, em outros dois momentos, a empresa contratada utilizou de algumas marcações no rio Itapemirim e de placas de PVC e de plástico. Porém, as marcações eram encobertas quando o nível do rio subia, e nas ruas, foram retiradas por ação de pessoas e do vento.

Calçadão da Beira-Rio, com a marcação pintada em tinta preta. Foto: Alessandro de Paula

As marcações no asfalto têm a função de possibilitar que, durante sobrevoo por drone, homologado e autorizado pela Agência Nacional de Aviação (Anac), os pontos sejam referenciados para a equipe que atuará nos reparos das estruturas. Para isso, é necessário que o céu esteja com poucas nuvens e menor tráfego de veículos nas ruas, uma vez que o carro, ao transitar, pode tampar algumas marcações, que deixam de ser capturadas pela câmera.

Assim que o mapeamento estiver finalizado, a empresa contratada fará a retirada das marcações no asfalto.

Entre para nosso clube de leitores DiaaDiaES.

Cadastre o seu email e acompanhe todo o nosso conteúdo, além de materiais exclusivos a assinantes.

Nos comprometemos a jamais enviar qualquer tipo de spam para sua caixa de entrada.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz