sexta-feira - 16 de abril de 2021
Jornal Dia a Dia – Notícias do Espirito Santo e do Brasil
Foto ilustrativa: Diana Grytsku/Freepik

Mulher de fases: a alimentação da mulher e os seus ciclos

ARTIGO: Amanda Gomes Ribeiro, nutricionista e doutora em Saúde Coletiva. 

 

Algumas mulheres vivem uma montanha russa de emoções durante o mês. Mesmo aquelas sem muitos sintomas de TPM percebem seus corpos e emoções mudando durante o ciclo menstrual. É importante observar essa linguagem do corpo, para ter mais segurança e tranquilidade em todas as nossas fases. E sim, a alimentação tem papel muito importante nesse contexto!

Além da importância da alimentação nas nossas defesas imunológicas, no funcionamento pleno do nosso organismo e na prevenção de doenças; a alimentação também se relaciona diretamente com nossa saúde mental. Afinal, se alimentar vai muito além de ingerir calorias, mas tem a ver com bem-estar, prazer e conforto.

As mudanças hormonais são tantas que podemos ser 4 mulheres diferentes no mesmo mês, dependendo da fase do ciclo menstrual. Para ajudar a compreender essas mudanças emocionais que ocorrem de acordo com as mudanças fisiológicas, podemos usar os arquétipos, que são imagens que facilitam a representar certos padrões pelos quais nos expressamos no mundo. Vamos a eles:

  1. A donzela: arquétipo da fase pré-ovulatória, na qual a mulher está mais alegre e cheia de energia! Estamos mais dinâmicas e inspiradas, e podemos aproveitar a fase para criar novos projetos. Aproveite essa vibe boa para planejar seus cardápios, compras e fazer um planner da sua alimentação. 
  2. A mãe: arquétipo da fase ovulatória. Energia para criar, sustentar, fortalecer. A fase nos convida a nos aproximar mais das pessoas, expressando nosso amor e gratidão. É hora de alimentar projetos e ideias que já existem. Que tal testar receitas novas e se arriscar um pouco mais na cozinha? Quem sabe fazer aquele jantar especial junto com o companheiro ou com a família?
  3. A feiticeira: arquétipo da fase pré-menstrual. Nessa fase a energia está mais baixa. É normal sentir-se mais dispersa. Raiva e irritabilidade aparecem para darmos atenção às nossas sombras. É hora de usar nossa sabedoria para olhar para nosso lado obscuro, curando e liberando antigos padrões, deixando ir o que não serve mais. Na alimentação é hora de investir em alimentos ricos em cálcio (como iogurte natural, cottage, amêndoas, espinafre), Magnésio (semente de abóbora, castanha do pará, nozes, grão de bico, aveia), vitamina B6 (abacate, banana, castanha de caju, semente de girassol). Além disso a vitamina D também é muito importante, então não esqueça de pegar um solzinho! Esses nutrientes são importantes para a produção de serotonina, o hormônio do bem-estar. 
  4. A bruxa: arquétipo da fase da menstruação. É o momento perfeito para transformar, dar lugar ao novo e também de recolher-se. Respeite seus momentos de introspecção. Aproveite para descansar, orar, meditar. Vá para cama um pouco mais cedo e curta um soninho extra. Ainda, é aqui que geralmente aparecem as cólicas. Para amenizar o desconforto, diminua a inflamação do corpo. Além de uma alimentação rica em frutas, verduras, legumes e chás naturais; evite frituras, excesso de açúcar, sal e álcool. Além de reduzir as cólicas, de quebra você ainda fica menos inchada.

Reconhecer nossa ciclicidade é importante para aprendermos a usar nossos recursos pessoais da melhor forma e parar de lutar contra eles. E lembre-se, veja o que funciona para você, sem pressão externa e sem extremismos, ok?

Amanda Gomes Ribeiro é nutricionista. Foto: Acervo pessoal
Carregando....

O site do Jornal Dia a Dia ES pode usar cookies para melhorar sua experiência. Você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Ler mais...

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz
%d blogueiros gostam disto: