Mulheres se unem por reconhecimento e valorização do protagonismo feminino

Mulheres se unem por reconhecimento e valorização do protagonismo feminino
Redação Dia a Dia

Um grupo de mulheres capixabas se uniu e trabalha desde 2019 pelo respeito às conquistas femininas que lhes garanta o protagonismo que elas já alcançaram, mas sem ocupar os principais espaços de poder onde as decisões que impactam a vida de todas são tomadas.

Elas compõem o Instituto Mulheres no Poder (IMP), que já reúne 300 filiadas em 22 municípios, todas trabalhando em defesa dos interesses das meninas e mulheres.

As ações do IMP são orientadas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda ONU para 2030.
O trabalho é voltado aos objetivos três, quatro e cinco, todos relacionados às pautas femininas nas áreas de saúde, educação, igualdade de gênero e empreendedorismo.

“A equipe de trabalhos estratégicos do IMP é 100% composta por voluntárias. Temos nessa equipe profissionais de diversas áreas, como Direito, Administração, Contabilidade, Psicologia, Pedagogia, Comunicação, Marketing e Gestão Pública”, esclarece Flávia Cysne, uma das idealizadoras do Instituto e sua atual presidente.

Ela conta que além dessa equipe, há os grupos de coordenadoras dos fóruns municipais do IMP, que são lideranças femininas responsáveis por acompanhar, de perto, a realidade e as demandas das mulheres de cada município.

“A partir dessas informações, a equipe de gestão estratégica organiza as ações do IMP de acordo com as necessidades locais. Nosso objetivo é alcançar os 78 municípios capixabas e ter um fórum de mulheres em cada um deles”, enfatiza Flávia.

Ela esclarece que as ações do IMP envolvem mentorias; capacitações de mulheres; criação de redes de apoio e estímulo aos encontros e trocas de experiências.

Além disso, Flávia destaca que são feitos diagnósticos e planos de ações e impulsionamento de organizações nas áreas de gestão, projetos e marketing.

Segundo a presidente do IMP, as mulheres precisam se enxergar ocupando espaços de poder, já que foram educadas para dar o suporte, fazer acontecer e pôr a mão na massa, tudo com absoluta competência, mas sem assumir isso formalmente e ter a visibilidade que merece.

“Nós queremos encorajar essas mulheres porque sabemos que há excelência na presença feminina nos cargos de gestão e no parlamento. Fazemos diferença na vida pública e na iniciativa privada”, ressalta Flávia Cysne, que além de presidente do Instituto, também atua como gerente na Aderes Sul, localizada na Rua Moreira, 283 em Cachoeiro de Itapemirirm.

 

SAIBA MAIS
Se quiser fazer parte, ou conhecer melhor, as propostas do Instituto Mulheres no Poder é só mandar um recado pelo whattsapp (27) 98122-5589

Ultimas Notícias
Ultimas Notícias