Foto: Comunicação Marataízes

Naufrágio: Marinha já percorreu mais de 1 mil km em busca de tripulação

Naufrágio: Marinha já percorreu mais de 1 mil km em busca de tripulação
Naufrágio: Marinha já percorreu mais de 1 mil km em busca de tripulação
Redação Dia a Dia

A Marinha do Brasil (MB), através do Salvamar Sueste, informa que já percorreu mais de 1000 km² em busca dos quatro tripulantes da Embarcação Vivendo em Fé, que desatracou de Alcobaça, na Bahia, no dia seis de outubro, e que foi encontrada nesta segunda (8) por pescadores de Marataízes, a 250 km do local do possível acidente.

A  Marinha informou que estão sendo apuradas as causas e responsabilidades por meio do Inquérito conduzido pela Capitania dos Portos do Espírito Santo (CPES).

No momento em que ele for concluído e as formalidades legais forem cumpridas, será encaminhado ao Tribunal Marítimo, que fará a devida distribuição e autuação, informa a CPES, em nota.

O barco, que se encontrava com o casco para cima na foz do Rio Itapemirim, em Marataízes, foi trazido para areia na tarde desta terça-feira, informa Wellington Miguel de Paiva, superintendente de Pesca de Marataízes.

Segundo ele, se forem corrigidas as avarias no motor e casaria, a embarcação estará em condições de navegar, já que o fato de ter boiado é prova que ainda é navegável.

Wellington diz que como não teve contato com o dono, não sabe a decisão dele para levá-lo de volta ao local de origem, se por terra ou mar.

 

 

Resgate da embarcação
Sobre o resgate do barco, o Comando do 1º Distrito Naval informou que a CPES tomou conhecimento, na manhã de terça-feira (9), do reboque de uma embarcação para a Praia de Marataízes.

Após ser comunicada do fato, a Capitania diz que deslocou uma equipe para o local e constatou que se tratava da embarcação “Vivendo na Fé”, mas que até o momento não há indícios da localização dos tripulantes, apesar dos esforços realizados pelo Salvamar Sueste, cujos navios fizeram buscas após a notificação do desaparecimento.

A Marinha do Brasil ratifica que permanece acompanhando as buscas, emitindo Avisos Rádio a todas as embarcações e aeronaves que trafegam e sobrevoam a região do possível acidente.

A nota reforça ainda que o Serviço de Busca e Salvamento (SAR) poderá ser acionado, caso surjam novas informações, e que a MB se solidariza com os familiares dos tripulantes desaparecidos e permanece à disposição dos mesmos para apoios necessários.

A Marinha ressalta que é importante a participação da sociedade sobre casos como esse, e que a comunicação pode ser feita pelos telefones 185 (número para emergências marítimas e pedidos de auxílio).

Outras formas de contato são o telefone (027) 2124-6526 (diretamente com a CPES para outros assuntos, inclusive denúncias) e os e-mails cpes.denuncia@marinha.mil.br e o aplicativo “Praia Segura”, que pode ser baixado gratuitamente em aparelhos celulares Android e iOS.

Ultimas Notícias
Ultimas Notícias