Renato Casagrande se recuperou da Covid-19. Foto: Facebook/Renato Casagrande

Nova matriz de risco obriga comércio a fechar aos sábados em todo o Estado

Nova matriz de risco obriga comércio a fechar aos sábados em todo o Estado
Erika Santos

O governador Renato Casagrande disse nesta sexta-feira (5), durante videoconferência com a imprensa, que a partir da semana que vem, nenhum município do Espírito Santo poderá abrir o comércio aos sábados. Isso decorre da nova matriz de risco da Covid-19 que começará a valer neste fim de semana, em que nenhuma cidade aparece mais com grau de risco considerado baixo.

De acordo com o governador, se o isolamento social não aumentar nas próximas semanas, a tendência é o Estado caminhar para o que ele define como risco extremo.

“Já não há mais município em risco baixo. Se o isolamento não aumentar, a tendência é caminharmos para o risco extremo. Os dados vão dizer isso. Estamos abrindo leitos de UTI, comprando respiradores, fazendo esforços gigantescos. A doença está no nosso calcanhar”, disse Casagrande, que continuou.

“Se a gente quiser conciliar atividade econômica com atendimento no sistema de saúde, precisamos abrir mão de algumas coisas. Uma parte da sociedade não quer abrir mão do lazer, então quem terá que sofrer vai ser a atividade econômica. Essa é a realidade.”

Casagrande evitou falar em lockdown (isolamento total). De acordo com ele, medidas mais duras estão ainda em fase de discussão.

“Não chegamos ao risco extremo. Não uso a palavra lockdown. Se chegarmos ao risco extremo, vamos desenvolver medidas para isso. Elas ainda não estão validadas completamente porque não chegamos nele. Mas semana que vem teremos mais detalhes sobre isso. Eu não tenho como apresentar ainda”, declarou o governador.

Ao ser questionado sobre as aglomerações em áreas comerciais, Casagrande voltou a frisar que o momento é de isolamento e que quem necessitar ir ao comércio para resolver alguma coisa, deve fazê-lo de forma rápida, evitando “bater perna na rua”.

Leia mais: Trinta e seis cidades entram no mapa de alto risco de coronavírus

“Quanto mais tempo de comércio aberto, mais tempo as pessoas ficam expostas nas ruas. Por isso reduzimos o número de horas de lojas abertas. Se tiver que ir na rua para comprar algo essencial, vá em um bate e volta com toda cautela e medidas necessárias de prevenção”, disse o governador.

Leitos de UTI

Casagrande disse que hoje o Estado conta com 572 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atendimento dos pacientes de Covid-19. Trinta unidades serão abertas neste sábado (6) no Hospital Jayme Santos Neves, na Serra, referência no tratamento da doença na Grande Vitória.

“Estamos rompendo nosso limite todos os dias. Hoje temos 572 leitos de UTI. Considero um esforço muito grande, não por falta de equipamento, mas por falta de um conjunto. Respiradores que ainda receberemos darão uma certa segurança. Se não faltar nenhum medicamento nesse tempo, poderemos chegar em torno de 800 leitos de UTI para Covid-19”, afirmou o governador.

Recuperação da Covid-19

Casagrande contraiu o coronavírus e nos últimos dias estava em isolamento domiciliar na Residência Oficial do governo do Estado, na Praia da Costa, em Vila Velha. Recuperado, agradeceu as manifestações de apoio que recebeu e também em nome da primeira-dama Maria Virgínia Casagrande e de sua mãe, Anna Ventorim Casagrande. As duas também foram infectadas pela Covid-19, chegaram a ser internadas, mas já tiveram alta e se recuperam em casa.

“Ontem (quinta-feira, 4) concluí meu 14º dia de sintomas, portanto, eu teoricamente, a partir de hoje, estou fora da transmissão do vírus. Estou imune. Ainda não estou me relacionando com a normalidade que eu poderia. Este fim de semana ficarei em quarentena. Não sofri muito com os sintomas, alguns foram leves, graças a Deus. Também quero agradecer quem esteve orando e torcendo, enviando energias positivas”, agradeceu o governador.

Ultimas Notícias
Ultimas Notícias