Equipe remove pipa presa na rede elétrica. Foto: EDP

Pipas presas na rede elétrica deixam 85 mil sem luz na quarentena

Pipas presas na rede elétrica deixam 85 mil sem luz na quarentena
Pipas presas na rede elétrica deixam 85 mil sem luz na quarentena
Redação Dia a Dia

Uma brincadeira antiga tem causado problemas na rede elétrica e causado transtornos durante a quarentena. De acordo com a EDP, as ocorrências de pipas presas em fios de eletricidade aumentaram 585% durante o mês de abril e a primeira quinzena de maio. Isso significa que 85 mil clientes ficaram sem energia no Espírito Santo, sendo que, no mesmo período de 2019, esse número foi de 14,5 mil.

De acordo com a distribuidora de energia elétrica do Espírito Santo, no número de ocorrências, foram 357 ordens.

Neste contexto de pandemia do novo coronavírus, em que o fornecimento de energia elétrica se torna mais essencial, seja para abastecer unidades de saúde, hospitais, mercados e residências, o impacto das interrupções é preocupante. Além disso, o crescimento dessas ocorrências traz outra ameaça: o risco de graves acidentes.

Afonso Celso da Silva, gestor executivo de operação EDP, reforça a importância da prática segura da brincadeira e para o respeito às orientações do isolamento social.

“Sempre trabalhamos para restabelecer o fornecimento de energia o mais rápido possível, mas nossa preocupação maior é com a segurança, ainda mais neste período de quarentena. Sabemos que o cerol e linha chilena ainda são muito utilizados e, dependendo de sua composição, podem ser condutores de energia, com potencial de causar sérios acidentes com quem está brincando e com outras pessoas. Em período de isolamento social, é recomendável priorizar brincadeiras em que não seja necessário sair de casa”, disse.

O gestor ressalta que as linhas de pipas com cerol ou produtos cortantes causam desligamentos ao romper os cabos de energia e, também, podem provocar curtos-circuitos, ao ficarem presas na fiação e serem puxadas, interrompendo o fornecimento de energia para os moradores da região.

Dicas para soltar pipas com segurança

• Empinar pipas em locais como lajes e muros deve ser evitado. A proximidade com os fios de alta tensão aumenta o risco de acidentes graves e fatais, além do perigo de quedas.

• Além de serem proibidos, o cerol e a chamada “linha chilena” trazem risco para quem está empinando a pipa e também para terceiros, como motociclistas e pedestres, além de oferecem perigo no contato com a rede de energia. Ao cortar a camada protetora da fiação, a linha interrompe a transferência de corrente elétrica, podendo provocar curto-circuito.

• Empine pipas longe de rede elétrica, em locais onde não exista nenhum tipo de cabo de energia, de serviço telefônico ou antenas de celular. Isso evita acidentes e interferências na qualidade desses serviços.

Foto ilustrativa: Stockvault

• Se a pipa ficar presa nos fios elétricos, não tente retirá-la. Nunca use varas nem suba no poste para tirar uma pipa. O choque, nestes casos, pode ser fatal. Somente técnicos da distribuidora, treinados para este trabalho, que exige o uso de equipamentos de segurança, estão aptos a manusear a rede.

• Arremessar objetos na rede elétrica para o resgate da pipa pode causar graves acidentes. O “lança-gato” (pedra presa a uma linha), ou qualquer outro objeto, não devem ser lançados na rede.

• Um acidente causado por descarga elétrica pode deixar sequelas como queimaduras e, em casos mais extremos, causar a morte. Para conscientizar a população e orientar crianças e adultos sobre como reduzir os riscos na hora de brincar, a EDP e o Instituto EDP realizam projetos com as comunidades dos municípios onde a concessionária atua. Mais informações sobre segurança com energia elétrica podem ser acessadas no site www.edp.com.br/seguranca.

• Em caso de ocorrências com a rede elétrica, os clientes devem entrar em contato por meio do site www.edponline.com.br, aplicativo EDP Online para smartphone ou pelo Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) pelo 0800 721 0707. Para registro de falta de energia, é possível também enviar SMS para 28037 com a mensagem Sem Luz.

Clientes que ficaram sem energia

Período: 1 de abril a 15 de maio

Região Sul

Anchieta: 387
Bom Jesus do Norte: 2.252
Cachoeiro: 10.997
Guarapari: 4.926
Iúna: 34
Marataízes: 1.473
Mimoso do Sul: 5
Muqui: 666
Piúma: 440

Grande Vitória

Cariacica: 19.236
Serra: 16.253
Viana: 71
Vila Velha: 10.582
Vitória: 3.983

Região Norte

Aracruz: 1.073
Conceição da Barra: 117
Ecoporanga: 199
Fundão: 421
Linhares: 5.411
Pinheiros: 130
São Mateus: 5.681
Sooretama: 426

Ultimas Notícias