Foto: Santa Casa Castelo

Prefeito de Castelo afirma que tentou dialogar com a Santa Casa de Cachoeiro

Prefeito de Castelo afirma que tentou dialogar com a Santa Casa de Cachoeiro
Redação Dia a Dia

O prefeito de Castelo, João Paulo Nali, afirma que tentou, por seis vezes, contatar o Conselho da Santa Casa de Cachoeiro, que administrava a de Castelo, mas não foi atendido.

No sábado (11), ex-funcionários e moradores do município fizeram uma manifestação contra o fechamento da Santa Casa em Castelo.

“A Santa Casa de Cachoeiro não quis fazer a transição, mantinha salários atrasados, faltava medicamentos e não havia perspectivas de melhoras”, assegura o prefeito.

Segundo Nali, quando a Santa Casa de Cachoeiro anunciou apenas oito dias antes do término do contrato que não faria a transição, o município não teve outra alternativa a não ser assumir a Santa Casa de Castelo de forma emergencial.

Quanto à reclamação dos manifestantes de falta de diálogo, Nali nega e diz que pouco podia fazer, já que os trabalhadores eram vinculados a Cachoeiro.

O prefeito critica também a fala de que os trabalhadores não seriam demitidos e que seriam transferidos para Cachoeiro. “Possivelmente para impedir que os mesmos trabalhassem na gestão de transição do hospital”, sugere.

Quanto à passeata, Nali diz que contou com menos de 30 funcionários, e que a maioria eram políticos de oposição ao seu governo. “Prestaremos um serviço de excelente qualidade e os castelenses podem ficar tranquilos”.

 

Chamamento Público
Matéria divulgada no site da Prefeitura de Castelo no dia 30 de novembro diz que o município já fez o chamamento público para que os serviços de saúde não sejam interrompidos após o encerramento das atividades da Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim no Município.

O texto garante que a Prefeitura fará a operacionalização e execução de ações de serviços de saúde na Santa Casa Castelense pelos próximos 90 dias.

Nas palavras do prefeito João Paulo Nali, o momento é de transição para uma nova gestão e o objetivo é qualificar e selecionar a melhor proposta técnica e financeira para fins de assinatura de Contrato de Gestão.

No mesmo texto a secretária municipal de Saúde Marcela Nagel Stov diz que a nova medida visa promover melhorias na manutenção da estrutura física e funcional dos serviços no Município.

“Nosso foco com a mudança é melhorar o acolhimento, a humanização do atendimento e a disponibilização dos serviços de saúde”, informou.

Ultimas Notícias