Preso pela Guarda admite agressão por não receber comissão de roubo de Jeep

Preso pela Guarda admite agressão por não receber comissão de roubo de Jeep
Redação Dia a Dia

A Guarda Municipal prendeu na madrugada desta terça-feira (17), por volta das 2h, um homem de 33 anos após denúncias de que teria agredido outro homem. O motivo da prisão foi tentativa de homicídio por arma branca.

Os guardas chegaram até o agressor após a vítima acenar para a viatura próximo a um posto de combustível na Avenida Beira Rio.

O homem agredido relatou ter sofrido pauladas nos braços, além de tentativa de ter corrido do agressor para não ser esfaqueado.

A Guarda Municipal fez buscas pela região e localizou o acusado da agressão nas proximidades da Rua Professor Quintiliano, próximo a um posto de combustível, encontrando com ele uma faca e uma chave Philips.

Questionado sobre as agressões, ele admitiu que o desentendimento foi por causa de uma mulher e de uma dívida que a vítima teria com ele,  uma vez que na semana anterior teria sido agredido na barriga pelo acusador.

A dívida em dinheiro, relatou, seria comissão da venda de um Jeep roubado na Avenida Francisco Lacerda de Aguiar, em frente a uma padaria.

O agressor foi conduzido à 7ª Delegacia Regional de Cachoeiro, onde foi constatado que havia contra ele um mandado de prisão em aberto emitido pela 1ª Vara Criminal de Marataízes por roubo. O denunciante também foi encaminhado à Delegacia para ser ouvido.