seg 8/agosto/2022 04:16
Foto de internauta

Rodovia do Sol, no trecho do Pontal da Barra, em Marataízes, continua interditada

Rodovia do Sol, no trecho do Pontal da Barra, em Marataízes, continua interditada
Redação Dia a Dia

A ressaca ocorrida nesta segunda-feira (13), e que provocou a invasão das ruas de Marataízes próximas ao mar, assustou moradores e provocou vários estrados e deixou muita sujeira nas ruas.

Um dos estragos provocou destruição ainda maior em um trecho da Rodovia do Sol, no distrito de Pontal da Barra, que estava parcialmente interditado por causa da erosão, e teve que ser completamente fechada.

É a terceira vez em menos de seis meses que a força do mar provoca a interrupção do trânsito na ES 60, nesse trecho da Rodovia do Sol no balneário, que liga o litoral sul do Estado a Grande Vitória. O mesmo local foi interditado pelos mesmos motivos no dia 15 de março e no dia 18 de maio.

O trecho já havia sido interditado em abril pelos mesmos motivos e desta vez orientação do município é que os condutores utilizem a Rodovia do Penedo para acessar as localidades da região porque ainda não há previsão de liberação de tráfego na pista.

A prefeitura informou, ainda, que as obras para conter o avanço do mar na altura do bairro Pontal começaram no início de junho, no dia 8.

Neste primeiro momento, seriam feitos serviços de entroncamento com pedras, para depois iniciar o aterramento da parte da pista que caiu, e recuperá-la.

O trecho é de responsabilidade do Departamento de Edificações e Rodovias do Espírito Santo (DER-ES), de acordo com o município.

Mas o projeto, bem como a licitação e execução da obra foram feitos pela prefeitura, em caráter emergencial, devido à urgência para conclusão.
Nos outros locais de Marataízes que foram atingidos pela ressaca do mar de segunda-feira, a Defesa Civil realizou um levantamento e tomou as providências para limpeza e recuperação dos espaços afetados.

A Marinha do Brasil emitiu um alerta. Segundo o órgão, poderiam ocorrer rajadas de vento de até 74 km/h entre Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro, e São Mateus, no Norte do Espírito Santo. O alerta foi válido até a noite de segunda-feira.

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural informou à reportagem que ainda existe previsão de ventos com até moderada intensidade em todo trecho litorâneo capixaba até sexta-feira.

Entretanto, com base na verificação junto à rede de observações meteorológicas operada pelo instituto, não houve registro de ventos mais intensos dos que os atingiram o litoral sul do Estado.

 

 

Ultimas Notícias