Jornal Dia a Dia – Notícias do Espirito Santo e do Brasil
Aplicativo do auxílio emergencial. Foto: Marcello Casal Jr./ABR

Secretária de Assistência Social de Guaçuí é vítima de golpe do auxílio emergencial

A secretária de Assistência Social, Direitos Humanos, Trabalho e Renda da Prefeitura de Guaçuí, Adriana Peixoto, descobriu uma pessoa de Goiânia (GO) utilizou seus dados pessoais para se cadastrar e receber o auxílio emergencial do governo federal, no valor de R$ 1.200,00.

Isso foi possível porque Adriana atendeu a um pedido feito pela prefeita Vera Costa para que cada secretaria verificasse se algum servidor está recebendo o benefício de forma irregular. Diante disso, a secretária avisou à chefe do Executivo de que havia sido vítima de um golpe que vem se repetindo e utilizou dados de pessoas como Neymar e o filho do apresentador William Bonner. Adriana procurou a Caixa, onde foi orientada a como proceder.

Diante disso, a prefeitura resolveu divulgar o que aconteceu e alertar à população para que fique atenta e verifique se os seus dados não estão sendo utilizados para essa irregularidade, principalmente aquelas pessoas que não têm direito a receber o auxílio.

Saiba como proceder

Para saber se seus dados estão sendo usados em alguma maracutaia, basta acessar o site da Dataprev e preencher os campos com os dados pessoais (CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento). Em seguida, confirme o captcha e clique em “Enviar”. Se nesta etapa uma mensagem informar “Requerimento não encontrado”, significa que o CPF informado não está associado a uma solicitação. Caso na pesquisa surja como resultado “Benefício aprovado”, “Benefício não aprovado”, “Requerimento retido” ou “Dados inconclusivos”, significa que os dados foram usados para pedir o auxílio emergencial.

Caso seja vítima de fraude, é preciso procurar a Caixa Econômica Federal para informar o ocorrido e fazer um registro de contestação. Quem não tem direito ao benefício, como no caso da secretária, deve passar o cadastro para o seu nome e fazer a devolução. É preciso também fazer o bloqueio da conta para que o golpista pare de receber o benefício.

Segundo o Ministério da Cidadania, casos suspeitos de fraude no auxílio emergencial podem ser denunciados no sistema Fala.br, plataforma integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação da Controladoria Geral da União (CGU), por intermédio do site, ou pelos telefones 121 ou 0800-7070-2003.

Carregando....

O site do Jornal Dia a Dia ES pode usar cookies para melhorar sua experiência. Você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Ler mais...

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

%d blogueiros gostam disto: