Jornal Dia a Dia – Notícias do Espirito Santo e do Brasil
Guaçuí é uma das cidades que entrou na área de risco alto de propagação da Covid-19. Foto: Comunicação Guaçuí

Segurança e falta de estrutura no Serviço Médico Legal vão ser temas de discussão em Guaçuí

A Comissão de Segurança e Combate ao Crime Organizado da Assembleia Legislativa promove nesta quarta-feira (11), às 18h30, uma audiência pública na Câmara Municipal de Guaçuí para debater criminalidade e estrutura do Serviço Médico Legal (SML) para o município e região do Caparaó.

A comunidade vem pleiteando a instalação de câmeras de videomonitoramento na cidade de Guaçuí e questiona a quantidade de policiais civis e militares que atuam na cidade e em municípios vizinhos. Essas reclamações foram feitas durante reunião da comissão em Rio Novo do Sul, em agosto passado.

Leia mais: Moradores pedem câmeras e vigilância nas divisas com o Rio contra bandidos

De janeiro a setembro deste ano, Guaçuí registrou 365 crimes contra o patrimônio, sendo 213 furtos, segundo a Delegacia Online. Com relação aos crimes contra a pessoa, foram 257 na cidade, sendo a maioria ameaça e Lei Maria da Penha.

Na região do Caparaó, de janeiro a setembro, foram registrados quatro homicídios, sendo três em Alegre (contra um em 2018), um em Guaçuí (o mesmo do ano passado) e um em Dores do Rio Preto.

“Convidamos todas as autoridades ligadas à segurança, membros da Justiça e do Ministério Público, além dos gestores e vereadores municipais, que gentilmente abraçaram a causa da audiência e cederam o espaço da Câmara para a realização do evento”, destacou o deputado Danilo Bahiense, que preside a comissão na Assembleia.

Liberação de corpos

Outra reclamação dos moradores de Guaçuí diz respeito à estrutura do Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, que atende ao município. A comunidade tem pleiteado o atendimento em conjunto do SML com o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO).

Com esta estrutura, que é indicação de Bahiense, a liberação de corpos seria mais rápida e não haveria problemas quanto à falta de efetivo na Polícia Técnico-Científica.

O que diz Danilo Bahiense

Defasagem policial

“A Polícia Militar está com uma defasagem de mais ou menos 2.800 homens; a Polícia Civil de um efetivo de 3.800 policiais, só estamos com 2.100 e ainda com 285 no abono permanência. São várias delegacias fechadas na Grande Vitória. 

No Sul do Estado estamos encarando uma situação muito complicada com relação às unidades policiais. Várias unidades sem delegado, delegado respondendo por muitas unidades, às vezes uma delegacia de polícia com um único policial, a população tem um péssimo atendimento, tudo em face da defasagem do efetivo.”

Deputado Danilo Bahiense é presidente da comissão. Foto: Tati Beling/Ales
Serviço Médico Legal

“Nós temos também problemas com relação aos Serviços Médicos Legais  (SMLs). Na região Sul, por exemplo, nós temos SML em Cachoeiro de Itapemirim, mas durante vários dias da semana não contamos com médicos. Então ficam corpos congelados para o dia seguinte ou para dois dias, quando não são trazidos para Vitória para serem submetidos à necrópsia, passando a família por um constrangimento muito grande porque não consegue enterrar seus entes queridos.

Temos também um problema muito sério com relação ao Serviço de Verificação de Óbito (SVO). Foi uma reivindicação do Sul, do Norte e do Noroeste porque todas as mortes naturais que ocorrem no Sul do Estado, por exemplo, em Iúna, Irupi, Ibitirama, esses corpos têm que vir para o SVO de Vitória. Tudo isso custeado pela própria família porque em caso de suposta morte natural, o Estado não banca o transporte.”

Guinchos 

“A Polícia Militar e a Polícia Civil estão com dificuldades para fazer suas operações porque não dispomos nem de guincho, nem de pátio para que veículos apreendidos sejam recolhidos.”

Patrulha Rural

“A Patrulha Rural também tem sido uma reivindicação constante da população do interior do Estado.”

Videomonitoramento

“Os moradores têm reivindicado também o serviço de inteligência, como o videomonitoramento, que é muito importante. Algumas cidades têm, Vitória tem. 

Na última audiência em Rio Novo do Sul, o prefeito se sensibilizou, fez algumas reuniões e prometeu que vai fazer o videomonitoramento. Isso com certeza auxilia muito as atividades policiais e diretamente quem é beneficiada é a população.”

Carregando....

O site do Jornal Dia a Dia ES pode usar cookies para melhorar sua experiência. Você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Ler mais...

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

%d blogueiros gostam disto: