sex 12/julho/2024 13:45
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura

Sem compaixão. Falso médico tenta enganar familiares de pacientes internados na UTI

Alessandro-29-09
Alessandro Araujo de Paula

Até que ponto uma pessoa é capaz de ir para conseguir dinheiro? Em Cachoeiro de Itapemirim, parentes de pacientes internados na UTI do Hospital Unimed estão sendo procurados por um golpista que se apresenta como médico hematologista para extorquir dinheiro das vítimas.

Na ligação, o golpista afirma que a situação do paciente teria se agravado e que somente um procedimento a ser realizado fora do hospital poderia ser a solução, levando os familiares ao desespero. Segundo o falso médico, o plano não cobriria e o valor teria que ser pago pela vítima.

O diagramador Wagner Gomes Lopes, 45 anos, que estava com a mãe de 72 anos internada na UTI do hospital, foi uma das vítimas do falso médico, mas conseguiu identificar o golpe antes de depositar os R$ 6.930 exigidos pelo golpista.

“Minha mãe estava na UTI com pneumonia e, no sábado (7), um suposto médico me ligou dizendo que era hematologista do Hospital Unimed. Ele afirmou que as taxas da minha mãe não estavam boas e que havia risco de leucemia”, relembrou.

O golpista disse que o procedimento necessário só poderia ser feito por uma empresa especializada, que o familiar poderia pagar pois a Unimed faria o ressarcimento do valor.

“Ele enviou uma mensagem pelo WhatsApp com a foto do hospital e os dados para o depósito”, relatou Wagner.

O diagramador chegou a comentar com o suposto médico que iria visitar sua mãe, mas o golpista alertou que não seria possível porque ela estaria no isolamento.

Desconfiado, Wagner resolveu verificar a situação com sua cunhada, e juntos descobriram que era um golpe. Sua mãe recebeu alta do hospital nesta terça-feira (9).

Vendedor também foi alvo do golpista

O vendedor da área de mármore e granito, Cássio Ribeiro, de 36 anos, também recebeu uma ligação similar enquanto seu irmão, de 40 anos, estava internado na UTI.

“O suposto médico, identificado como Leonardo Bastos, disse que meu irmão precisava de um exame na medula, que a Unimed não cobria e que eu deveria pagar R$ 4.930 para o laboratório”, relatou.

Cássio complementou: “Ele pediu para não irmos ao hospital, alegando que as visitas estavam suspensas”, explicou.

Após consultar outras pessoas e constatar que várias famílias estavam recebendo ligações semelhantes, Cássio percebeu a tentativa de fraude.

Unimed orienta familiares a registrar boletim de ocorrência

Em nota, a Unimed Sul Capixaba comunica que não faz contato telefônico, em nenhuma hipótese, com as famílias de pacientes internados em suas unidades solicitando quaisquer quantias ou pagamentos adicionais para cirurgias, tratamentos, exames ou intervenções de saúde.

A cooperativa ressalta ainda que, contato com essa abordagem é golpe e solicita aos clientes que comuniquem ao hospital e também registrem boletim de ocorrência.

Na mesma nota, a Unimed diz que frequentemente reforça em suas redes sociais comunicados, alertando aos clientes sobre golpes para terem cuidado. Os colaboradores e corpo clínico também são orientados, constantemente, a não repassarem informações de pacientes por telefone.

Além disso, afirma, quando a cooperativa tem conhecimento de tentativas de golpes realiza contato com os familiares dos pacientes internados para não realizarem nenhum depósito ou pix.

Com relação a esta tentativa de golpe, o hospital afirma que “foram apuradas as informações e não foi identificado nenhum vazamento de dados que possa ter contribuído para o fato”.

A cooperativa finaliza informando que sempre, em caso de dúvidas, a orientação é fazer contato imediatamente com a Unimed Sul Capixaba pelos canais oficiais (28) 2101-4200 ou (28) 2101-6255.

Golpista usa foto da internet

A reportagem do Dia a Dia apurou e descobriu que a foto do Whatsapp utilizada pelo falso médico foi baixada da internet, de sites especializados em fotografias profissionais para fins promocionais.

A ideia dele foi dar mais credibilidade com o objetivo de não gerar desconfiança da vítima. Ele também utilizou número de telefone com DDD 28, para levar a vítima a crer que a pessoa do outro lada da linha é realmente da região.

No entanto, existe a possibilidade do número não ser da região.

Inicialmente, ele também utilizava na foto do Whatsapp a imagem do Hospital Unimed de Cachoeiro, mas atualmente já aparece em frente ao HQI, o Hospital Quali Ipanema, situado na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Essa mudança de imagem indica que o golpista continua tentando enganar parentes de familiares internados em outras regiões do país, exigindo uma ação rápida da polícia para identificá-lo e prendê-lo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

operacao-pf-ficco-11-07-2024

Advogado investigado por levar recado de traficante preso para criminosos fora da cadeia

homem-preso-mimoso-11-07-2024

Homem e adolescente presos com crack, maconha, cocaína e loló em Mimoso

Senai_curso_13_10_2023

Senai abre duas vagas de trabalho para instrutores em Cachoeiro

lagoa-do-siri-marataizes-08-01 (3)

Abertas inscrições para cursos gratuitos na área do turismo. Veja como se inscrever

palacio-anchieta-

Governo do ES abre inscrições para estágio com bolsas de até R$ 1.034,94

casagrande-aluizio-10-07-2024

Casagrande participa de evento sobre financiamento climático a Estados

estudantes-ensino-medio-10-07-2024

Saiba o que muda no ensino médio com novo texto aprovado no Congresso

falso-medico-10-07-2024

Sem compaixão. Falso médico tenta enganar familiares de pacientes internados na UTI

Leia mais