qui 25/julho/2024 15:25
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura

Sem novidades: inflação “engole” renda e trabalhador perde poder de compra

redacao
Redação Dia a Dia

O custo de vida do brasileiro ficou mais elevado. Isso não é novidade para ninguém e pode ser percebido a cada ida ao supermercado.

O motivo é que a inflação brasileira, medida pelo IPC-A (índice que mede a variação de preços de uma cesta de produtos e serviços consumida pela população do país), atingiu 11.89% no acumulado de 12 meses até junho deste ano.

No curto prazo, também complicou ainda mais a situação a recente elevação da taxa básica de juros (Selic), de forma muito rápida intensa pelo Banco Central.

Os juros subiram de 2.0% para 13.75% ao ano entre Março/2021 e Agosto/2022. Isso fez com que o custo dos financiamentos ficasse muito mais elevado, além da inflação já ter corroído o poder de compra das pessoas.

Para o membro do Comitê Qualificado de Conteúdo sobre Finanças e Investimentos do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef-ES), Douglas Niero, diante disso a renda das famílias se tornou insuficiente para arcar com os gastos da casa.

Com isso, destaca Niero, e as pessoas acabam adiando alguns pagamentos ou então recorrendo mais à utilização do cartão de crédito com parcelamento da fatura ou entrando em linhas de financiamento com juros elevados.

“Isso acaba sendo um erro decorrente da falta de educação financeira. As pessoas aceitam pagar juros muito elevados, podendo entrar em uma bola de neve por causa dos juros compostos e verem suas contas saindo do controle”, explica.

Dicas

O especialista do Ibef-ES aconselha que para reduzir o risco de inadimplência é preciso ter cuidado com o cartão de crédito.

Niero destaca que para quem tem dificuldade em se organizar financeiramente, o adequado é que utilize o débito e confira o saldo diariamente.

“Acima de tudo, é preciso ter em mente que cartão de crédito não é extensão de salário. No fechamento da fatura, o boleto vem e parcelar o seu pagamento é aceitar pagar juros elevados”.

E Douglas completa: “A partir do momento em que já se tem um certo nível de previsibilidade dos gastos e organização financeira, o cartão de crédito se torna uma ferramenta muito útil”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dinheiro-falso-25-07-2024

Casal do Espírito Santo investigado por espalhar dinheiro falso pelos Correios

victor-coelho-24-07-2024 (1)

Excelência em gestão: Cachoeiro conquista certificação Safira da Caixa Econômica

capixaba-paris-24-07-2024

Onze atletas capixabas vão brigar pelo ouro na Olimpíada de Paris 2024

Renato-Casagrande-evento-mudancas-climaticas-23-07-2024

Governador participa de evento sobre mudanças climáticas no Rio de Janeiro

cachoeiro-24-07-2024

Cachoeiro vai escolher suas 7 Maravilhas. A votação já começou

publicacao-legal1-30-06

Publicidade Legal 24/07/2024

fenaci-feira-de-negocios-2023-23-07

De palestra com Cafu a gastronomia e shows. Confira a programação da Fenaci 2024

prouni-23-07-2024

Inscrições abertas para o Prouni, com mais de 243 mil bolsas em faculdades

Leia mais