Sem saber que estava grávida, mulher dá à luz com ajuda do marido em Marataízes

Sem saber que estava grávida, mulher dá à luz com ajuda do marido em Marataízes
Sem saber que estava grávida, mulher dá à luz com ajuda do marido em Marataízes
Redação Dia a Dia

Moradora de Marataízes, a funcionária pública Michaella Mignone, 29 anos, recebeu uma surpresa do destino na tarde da última segunda-feira (18), quando deu à luz uma menina, dentro de sua casa, de parto normal. O detalhe curioso é que ela não sabia que estava grávida. Ela recebeu a ajuda do marido e do cunhado para a criança vir ao mundo.

Michaella Mignone disse que começou a passar mal em casa, por volta de 13 horas, e pediu que o marido, o também funcionário público Diego Cordeiro de Mello, 32 anos, a levasse imediatamente para o hospital. Mas a garotinha não esperou o socorro e nasceu no local, surpreendendo a todos.

“Senti uma pressão muito forte na barriga. Foi tão rápido que não sei nem explicar. Fiz força e ela nasceu, com a ajuda de meu marido e do meu cunhado que estava em casa”, conta a mãe.

Mãe e filha estão internadas no Hospital Menino Jesus. Foto: Resgate/PMM

Depois do parto, a equipe de resgate da Prefeitura de Marataízes foi até o local prestar atendimento.

“Foram muito atenciosos e prontamente socorreram a mim e ao neném”, disse Michaella. Um vídeo mostrando a mãe e neném na ambulância viralizou nas redes sociais.

A menina, que ainda não tem nome, nasceu com três quilos, 50 centímetros, com saúde.

“Gosto de Cecília, mas estamos recebendo muitas mensagens para mudar para Vitória”, disse Michaella. Ela e o marido têm mais dois filhos, Drika, de 11 anos. e Erika, de 7.

Hérnia

Michaella não suspeitava de gravidez. Ela disse que chegou a ir ao médico no final do ano passado, ocasião em que foi constatada a presença de uma hérnia.

“Eu estava com uma protuberância umbilical e por isso procurei o médico. Ele suspeitou de hérnia e me passou uma ultrassonografia de parede umbilical que confirmou sua suspeita. Disse que me encaminharia para a cirurgia”, explicou a mãe.

Socorrista auxilia a mãe e o bebê. Foto: Resgate/PMM

Michaella contou que começou a fazer os exames pré-operatórios, mas teve que interromper o processo por causa da pandemia de coronavírus. “Até então eu não tinha nenhum sintoma de gravidez, sem enjoo, sem tontura, nada”, explicou.

Mãe e filha estão internadas no Hospital Menino Jesus, em Itaipava, Itapemirim.

“Agora que o susto está passando, fico muito feliz por não ser uma doença, e penso em como Deus nos protegeu. Eu iria passar por uma cirurgia sem necessidade. Apesar de eu realmente ter hérnia umbilical, não há necessidade de operar, só usar uma cinta”, comentou.

Ultimas Notícias
Ultimas Notícias