quinta-feira - 15 de abril de 2021
Jornal Dia a Dia – Notícias do Espirito Santo e do Brasil
Existem duas montanhas Baden Powell no mundo, sendo essa a mais antiga. A outra fica no Nepal. Foto: Divulgação

Sobre homens e montanhas: as montanhas Baden Powell

ARTIGO: Marcio do Nascimento Santana, historiador, montanhista, membro do Instituto Histórico e Geográfico de Cachoeiro de Itapemirim.

 

A CADA PASSO ACIMA DADO;
TEMOS A EMOÇÃO TAMANHA.
QUE VALE O SUOR DESPEJADO;
o ESCALAR DE UMA MONTANHA.
RICARDO COELHO, CHEFE DE ESCOTEIROS ES

 

Prefácio

O artigo a seguir é dedicado ao mais antigo escoteiro do estado do Espírito Santo, o meu grande amigo Chefe Ricardo Coelho, que me inspirou a escrever esse texto para abrilhantar ainda mais a série Sobre Homens e Montanhas. Uma singela homenagem àquele que sempre dedicou a sua vida para servir, para ensinar e tornar o mundo um lugar um pouco melhor. Chefe Ricardo Coelho, meu bravo, bravo, bravíssimo!

Sempre alerta! Um forte aperto de canhota e boa leitura a todos!

A história de duas montanhas

Nunca um aventureiro e, claro, um líder nato foi tão celebrado na cultura mundial quanto Baden Powell. A história a seguir é sobre devoção e confiança, e principalmente sobre o valor da verdadeira amizade. Duas montanhas, duas histórias. Uma nos Estados Unidos e outra no Nepal, ambas com o nome do criador do escotismo. E ainda a história de uma terceira e igualmente especial montanha, que também recebeu uma linda e merecida homenagem:

Baden Powell, o único homem no mundo a ter duas montanhas batizadas com o seu nome

A Montanha Baden Powell original

Monte Baden Powell original é um pico localizado na Serra de San Gabriel, no estado americano da Califórnia, próximo da cidade de Wrightwood. O monte tem 2.867 metros de altitude, sendo o quarto pico mais elevado da serra, e seu nome é uma homenagem ao tenente general do exército britânico Robert Stephenson Smyth Baden Powell (ou simplesmente BP para os amigos), o fundador do escotismo.

O monte originalmente era conhecido como East Twin. Por iniciativa do explorador militar Frederick Russel Burnham, que o rebatizou. E assim o nome Baden Powell foi oficializado em maio de 1931, durante uma cerimônia comemorativa. Entre os dois havia uma grande amizade e Baden Powell era um grande admirador de Burnham.

Frederick Russell Burnham

Ele foi um influente explorador militar americano que conseguiu alçar ao posto de major. Burnham começou cedo na vida mateira, praticamente aos 14 anos de idade e assim como seu futuro grande amigo, foi um profundo conhecedor da natureza e também um perito rastreador de índios no Velho Oeste.

Após a pacificação do Velho Oeste, em 1893, Burnham partiu para a África do Sul para lutar nas guerras coloniais britânicas, e lá conheceu Baden Powell. Tal como Burnham, BP era um batedor militar, e assim uma grande amizade quase que imediatamente surgiu. Depois de servirem juntos na Campanha dos Matabeles, em 1896, a relação entre ambos se consolidou. Baden Powell tornou-se um devotado e eterno amigo de Burnham, tendo em vista todas as agruras que ambos passaram no front de batalha e pelo fato de ambos sobreviverem a essa guerra sangrenta.

Major Frederick Russell Burnham

E nesse contexto um episódio nos chama a atenção, pois foi nesta guerra que Burnham treinou Baden Powell, ao melhor estilo do Velho Oeste, nas artes mateiras norte-americanas, e muito daquilo que ele aprendera enquanto batedor de índios, ele começou a ensinar a BP, e foi nesse período que o uniforme cáqui, o lenço e o chapéu canadense foram usados pela primeira vez (mas isso é uma outra história). A essa altura, a amizade verdadeira entre os dois resultou anos depois na formulação didática do escotismo, por parte de seu criador.

Frederick Burnham, assim como seu amigo, também era escritor. No seu livro Correndo Riscos (Taking Chances), de 1944, descreve o primeiro encontro deles, quando ele e Baden Powell exploraram as Colinas de Matobo e participaram juntos de outras missões.

O livro Correndo Riscos

O monumento

Em 1957, escoteiros colocaram no cume do monte Baden Powell um pequeno obelisco e uma placa dedicada ao fundador da sua organização.

O monumento no topo, criado pelos escoteiros das Américas em homenagem ao criador do escotismo

A Montanha Burnham, uma prova de amizade

Essa montanha foi criada em 1951 no mesmo parque em que a montanha Baden Powell se ergue a 2.742 metros de altura. Foi uma forma que os escoteiros e admiradores encontraram para homenagear e unir eternamente esses dois amigos, uma vez que a montanha Burnham fica de frente para a montanha BP.

Montanha Baden Powell no Nepal

Pensando em fomentar o turismo de montanha, o Ministério da Cultura, Turismo e Aviação Civil do Reino do Nepal também decidiu atribuir a um pico que se eleva a 5.890 metros de altitude o nome de Baden Powell, em função das celebrações mundiais do centenário do escotismo em 2007.

Esta montanha está entre os picos mais altos do Nepal e se localiza na região de Lamtang, no distrito de Rasuwa, e o seu nome na língua local é Monte Urkema. Já foram identificados ao todo 1.311 picos no Nepal e o governo permite que apenas 326 deles sejam escalados. Agora serão 327, pois o novo pico que foi “liberado” pelo governo nepalês poderá ser conquistado.

A segunda Montanha Baden Powell: embora seja uma homenagem, foi criada para fomentar o turismo de montanha
                 

A estratégia é atrair escaladores do mundo inteiro, em especial os  escoteiros. Destaque especial para o fato de a montanha ser batizada com o nome de Baden Powell. Pois isso o torna o segundo estrangeiro a ter o seu nome atribuído a uma montanha do Nepal. O primeiro, e único até então, foi George Everest.

Linha do tempo das montanhas

1931: é criada a primeira montanha Baden Powell nos Estados Unidos;

1951: é criada a montanha Burnham, homenagem ao amigo de BP, também nos Estados Unidos;

2007: é criada a segunda montanha Baden Powell, no Nepal.

Atualmente

Ambas as Montanhas BP são escaláveis e pertencem a um parque, e como todo parque eles têm suas regras de conduta e também de escalada.

A primeira montanha, que fica nos Estados Unidos, surgiu fruto de uma grande amizade e admiração. É mais acessível, e muito mais fácil de se atingir o cume, pois o montanhista deve apenas vencer uma trilha a pé, ao contrário da montanha nepalesa, que precisa de equipamentos mais sofisticados e técnicos, e uma logística mil vezes maior.

A montanha americana segue uma rotina semelhante à dos parques brasileiros, ao contrário da montanha nepalesa, que é muito mais cara e burocrática. Enfim, para quem gosta de escalar, desafio é desafio, desde que caiba no bolso de cada um.

Conclusão

Embora contemporâneos e grandes amigos, Baden Powell nunca visitou a montanha batizada em sua homenagem, e como todos sabem, Baden Powell foi um homem à frente de seu tempo, e creio que na África do Sul tenha encontrado, em um primeiro momento, um rival que mais tarde se tornaria um amigo, e mais ainda se tornariam irmãos. Irmãos de armas, irmãos de escotismo, irmãos de sangue.

A trajetória desses lendários soldados foi extraordinária quando vivos, e continua sendo extraordinária depois de falecidos. Um verdadeiro legado de lealdade e respeito. As montanhas que levam os nomes deles são cheias de vida, imponentes e nobres, assim como a história desses dois grandes amigos.

Nesse momento, imagino que eles não estão mais no Grande Acampamento, mas sim sentados um de frente ao outro, próximos a uma boa fogueira, conversando e sorrindo, eternamente nas duas grandes montanhas dos Estados Unidos.

Para frente e para o alto;

Montanha Brasil.

Para saber mais:

 

 

 

Carregando....

O site do Jornal Dia a Dia ES pode usar cookies para melhorar sua experiência. Você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Ler mais...

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz
%d blogueiros gostam disto: