Tezing Norgay. Foto: Divulgação

Sobre homens e montanhas: uma lenda chamada Tenzing Norgay

Sobre homens e montanhas: uma lenda chamada Tenzing Norgay
Sobre homens e montanhas: uma lenda chamada Tenzing Norgay
Marcio do Nascimento Santana

ARTIGO: Marcio do Nascimento Santana, historiador, montanhista, membro do Instituto Histórico e Geográfico de Cachoeiro de Itapemirim.

 

Não é a montanha o que conquistamos, mas a nós mesmos.
Sir Edmund Hillary

 

Nascido na pobreza extrema, Tenzing Norgay se tornou o mais famoso sherpa de todo o mundo, alcançando o cume da fama internacional. Ele se tornou um símbolo de conquista para o seu país, e com a sua experiência ajudou muitos povos do Sul da Ásia, como sherpas e outros, a conquistar um estilo de vida confortável através do alpinismo. Por sua garra e perseverança e incrível resistência física, ganhou o título de Tigre das Neves.

Os sherpas são guias contratados para levar os alpinistas através das montanhas do Himalaia para escalar. São dotados de um conhecimento ímpar sobre a região e os equipamentos corretos para a ascensão, se tornando imprescindíveis para a conquista de uma montanha.

Quem era Tenzing Norgay

Ele nasceu no dia 11 de maio de 1914, no Nepal, em uma família sherpa humilde de 13 filhos. Budista desde o nascimento, seus pais o batizaram com o nome Namgyal Wangdi, porém um lama budista sugeriu que ele fosse alterado para Tenzing Norgay, que significa “seguidor rico e afortunado dos ensinamentos”.

A data exata e as circunstâncias de seu nascimento são contestadas. Há quem especule que ele tenha nascido no Vale de Kharta, no Tibete. Quando os iaques da família morreram em uma epidemia, seus pais desesperados enviaram Tenzing para morar com uma família sherpa nepalesa como um empregado contratado. Começou a escalar aos 19 anos.

No topo do Everest

Um sonho chamado Everest

Ao chegar ao topo do Everest no dia 29 de maio de 1953, às 11h30, Tenzing Norgay, budista fervoroso, ergueu um pequeno altar provisório, onde deixou chocolate e uma lapiseira, que tinha recebido de presente de sua filha, além de outras oferendas.

O ex-menino pastor de iaques se converteu rapidamente em uma celebridade, reconhecido pela coroa britânica e sendo recepcionado pelo Papa. O governo o colocou à frente de uma escola de sherpas e sua popularidade lhe serviu para defender as causas de seu povo, e assim ele se tornou uma referência nas expedições no Himalaia.

Depois do Everest, Norgay realizou outros feitos consideráveis. Em 1963, escalou o Monte Elbruz, que se eleva a 5.642 metros, no Cáucaso, junto com sete montanhistas soviéticos. Também organizou várias expedições no Nepal para clientes ricos, sem se levar pela crescente mercantilização da escalada no Himalaia.

Tenzing Norgay nunca aprendeu a ler, mas falava seis idiomas, e após o grande sucesso como guia, ele conseguiu enviar seus quatro filhos mais novos para estudar em boas universidades nos Estados Unidos. Atualmente, eles vivem muito bem e desenvolvem projetos que envolvem os sherpas e o Monte Everest.

Salvou a vida de Edmund Hillary

No início, Tenzing e Hillary não eram amigos íntimos, fato que começou a mudar depois do grande feito histórico de ter conquistado a maior montanha da Terra, e assim eles rapidamente aprenderam a se respeitar como alpinistas, e a amizade ficou ainda mais forte depois que Tenzing salvou a vida de Hillary nos estágios iniciais da expedição de 1953.

As lendas e eternos companheiros… Tenzing Norgay e Edmund Hillary,estavam amarrados juntos, atravessando um dos vários campos de gelo na base do Everest. O neozelandês liderava quando Hillary pulou uma fenda no gelo. Ao pousar do outro lado, a camada de gelo e neve se rompeu com o impacto, fazendo o alpinista cair na fenda.

No último momento, Tenzing, ao perceber o perigo de morte, agiu como se movido por um instinto superior, a velocidade e agilidade em apertar a corda e impedir que seu parceiro de escalada se chocasse contra as rochas na parte inferior da fenda fez toda diferença. E assim salvou a vida de seu companheiro e daquele que colocaria o nome de ambos nos livros de história.

Os eternos montanhistas e amigos Tenzing Norgay e Edmun Hilllary

O que tinha começado com um simples aperto de mãos de dois desconhecidos, como membros de uma equipe britânica de montanhismo, se converteu em um caloroso abraço de velhos e grandes amigos no topo do mundo.

Morte

Antes de falecer, ele fundou a Tenzing Norgay Adventures, uma empresa de trekking que mais tarde passou a ser administrada por seu filho Jamling Tenzing Norgay.

Os seus últimos anos passou junto com sua segunda esposa, que assim como ele também era sherpa, e com seus seis filhos em uma aldeia indiana perto de Darjeeling, entre Nepal e Butão.

Morreu no dia 9 de maio de 1986, aos 72 anos. Edmund Hillary, seu eterno companheiro na conquista do Everest, disse que estava profundamente triste com a morte de um dos mais extraordinários montanhistas de todos os tempos.

Para frente e para o alto;

Montanha Brasil.

Para saber mais

Ultimas Notícias
mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz -

grandbetting güvenilir mi