sexta-feira - 16 de abril de 2021
Jornal Dia a Dia – Notícias do Espirito Santo e do Brasil
Erica foi morta no dia 15 de dezembro de 2020. Foto: Redes sociais

Suspeito de matar Erica Bonometti em Guaçuí é preso no Mato Grosso

Um homem de 30 anos foi preso na manhã desta sexta-feira (26), em Sinop, no Mato Grosso, suspeito de matar a ex-mulher Erica de Jesus Bonometti, no dia 15 de dezembro de 2020, em Guaçuí, no Caparaó capixaba.

O suspeito de cometer o feminicídio trabalhava na cidade mato-grossense como motorista em uma marmoraria.

Para realizar a prisão, a Delegacia de Polícia de Guaçuí deflagrou a Operação Covardia, que contou com o apoio da Polícia Militar do Espírito Santo, auxiliando nos levantamentos e diligências, e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da Policia Civil de Sinop/MT, que cumpriu o mandado de prisão.

Escondido no Centro-Oeste

Segundo as investigações, o suspeito é motorista de caminhão e decidiu sair do Espírito Santo após o crime para fugir da polícia. Ele conseguiu emprego em uma marmoraria em Sinop, cidade que fica na região Centro-Oeste do Brasil, onde ninguém o conhecia e acreditava que não seria mais localizado.

“Nosso serviço de inteligência, juntamente com o serviço reservado da Polícia Militar, realizou levantamentos que levaram até o exato local onde o investigado estava trabalhando. Com estas informações, solicitamos o apoio da Polícia Civil do Mato Grosso, que cumpriu o mandado de prisão que havia contra o suspeito”, explicou o titular da DP de Guaçuí, delegado Marcos Nery.

A prisão foi realizada no local de trabalho dele. A transferência dele para o Espírito Santo depende de trâmites burocráticos e autorização judicial, o que deve demorar alguns dias.

O crime

Erica de Jesus Bonometti foi encontrada morta, à beira da estrada, na localidade de São Romão, em Guaçuí, na tarde de 15 de dezembro de 2020. Ela tinha um ferimento na cabeça e, perto do corpo, os policiais encontraram uma pedra ensanguentada.

As investigações apontaram que Erica estava de carro, a caminho de Dores do Rio Preto, quando o carro em que estava foi interceptado pelo ex-companheiro dela, que a tirou à força do veículo. Naquela mesma noite, a Polícia Militar realizou buscas na tentativa de localizar o autor do crime, mas ele não foi localizado.

No decorrer das investigações, a Delegacia de Polícia de Guaçuí foi informada que o suspeito, agora preso, ameaçou testemunhas por meio de mensagens, com o objetivo de impedir o andamento das investigações.

O inquérito foi concluído em janeiro e remetido ao Ministério Público (MPES), com indiciamento do autor pelo crime de feminicídio e representação pela prisão preventiva. O processo tramita em segredo de justiça.

Carregando....

O site do Jornal Dia a Dia ES pode usar cookies para melhorar sua experiência. Você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Ler mais...

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz
%d blogueiros gostam disto: