DiaaDiaES.com.br
Pit bull estava amarrada e sem comida e água. Foto: Sesp

Suspeito é preso por maltratar cadela pit bull em Fundão

Um suspeito de 26 anos foi preso em flagrante na última segunda-feira (19), em uma ação conjunta entre a Delegacia de Polícia Civil de Fundão e a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Maus-Tratos a Animais da Assembleia Legislativa do Estado, acusado de maus-tratos aos animais, em uma residência no beco do Cigano, em Praia Grande, Fundão.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Aracruz, delegado Rodrigo Peçanha, após receber a denúncia realizada pela CPI de haver a prática desse tipo de crime na região, a equipe de investigações de Praia Grande foi até o local juntamente com os agentes integrantes da comissão.

“A equipe encontrou nos fundos da residência a cadela da raça pit bull em estado de subnutrição e encoleirada a uma pilastra com uma guia curta, fato que impedia praticamente qualquer movimentação do animal. Além disso, não havia água ou comida disponível para a cadela”, disse Peçanha.

Condição de risco

De acordo com o delegado, uma médica veterinária que acompanhou a equipe atestou a condição de risco de morte e de maus tratos do animal.

“Diante da situação de flagrante foi dada voz de prisão ao proprietário da cadela e ele foi conduzido ao plantão da 13ª Delegacia Regional de Aracruz para ser autuado. A cadela foi socorrida e levada para uma clínica veterinária de Vitória, a fim de receber atendimento emergencial”, relatou o delegado.

O suspeito foi autuado em flagrante por maus-tratos aos animais, na forma da Lei 1.095/2019. Como a pena é de dois a cinco anos de prisão, não cabe fiança. O suspeito foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Aracruz, onde passará por audiência de custódia.

Carregando....
mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet
%d blogueiros gostam disto: