dom 3/julho/2022 11:14

Venda Nova receberá 1ª Feira de Aventuras paralela ao Polenta Off Road

Venda Nova receberá 1ª Feira de Aventuras paralela ao Polenta Off Road
Redação Dia a Dia

Será realizada em Venda Nova do Imigrante, de 27 a 29 de maio, no Centro de Eventos Padre Cleto Caliman, a 1ª Feira de Aventura das Montanhas Capixabas. O evento acontecerá simultaneamente ao Polenta Off Road. A entrada é franca.

A realização é do Montanhas Capixabas Convention & Visitors Bureau e do Trail Clube Mata Atântica (TCMA), com o apoio da Prefeitura de Venda Nova, Sebrae, Aderes e Sicoob.

O espaço receberá 22 expositores, entre vendedores de bicicletas, motos, carros e respectivos acessórios, além de empresas que oferecem serviços de esporte de aventura.

Durante a Feira, haverá ainda um mini parque de aventura, com tirolesa, parede de escalada e slackline, além de praça gastronômica, com a participação de sete cervejarias da região. Os visitantes contarão também com atrações musicais.

O objetivo do encontro é promover o setor, valorizar a aptidão natural da região, agregar valor aos micros e pequenos empresários e aos MEIs atuantes na área para despertar outros empreendedores, diz o diretor-presidente do Convention, Leandro Carnielli.

Segundo ele, provocar um debate sobre a prática do turismo de aventura é outra proposta da Feira, que vai
ser realizada juntamente com o Polenta Off Road exatamente para aproveitar a movimentação na cidade, que acolherá competidores de vários Estados.

Realizado pelo TCMA, o tradicional evento de esportes de aventura será disputado nas modalidades enduro de regularidade de motos, Trail Run, MTB- Bike, UTV 4×4 e Big Trail.

Carnielli diz que o ‘Polenta’ é um evento consolidado, que traz um grande público para a região e atrai a atenção da mídia, sem contar que a temática casa com a proposta da Feira.

“Os competidores vêm de todo o Brasil acompanhados das famílias, que também terão diversão garantida no Centro de Eventos”, reforça Leandro Carnielli.

 

Crescimento
Segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo (Abeta), em 2019 o turismo de natureza e de aventura representa 8,1% do PIB do Brasil, garantindo ocupação para 6,9 milhões de pessoas.

No mundo, esse índice é de 10,4% na média de 185 países. E mais. O segmento teve crescimento de 3,1% em 2018, enquanto o PIB brasileiro cresceu 1,1% no mesmo período, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2020, a pandemia da Covid-19 reforçou a tendência da prática de atividades em contato com a natureza. Nas Montanhas Capixabas não foi diferente.

O isolamento social propiciou e incentivou os aventureiros na descoberta de pontos estratégicos e de aptidão para a prática, das quais apontamos: arvorismo, observação de aves, trekking (caminhada em trilhas rumo a picos alucinantes, em estradas de terra ou linha férrea).

E para os mais aventureiros, destacamos na região: mountain bike (cicloturismo), escalada, rafting e voo livre (parapente ou outra modalidade).

O relevo foi generoso com a região e propicia belezas naturais indescritíveis. As Montanhas Capixabas possuem três parques estaduais, diversas RPPNs, rios, cachoeiras, rampas de voo livre, picos, montanhas, entre outros.

Além da aptidão natural, a região conta com profissionais que já oferecem serviços ligados ao turismo de aventura. A exemplo do passeio de quadriciclo (Ecoparque Pedra Azul), Wine Bike com a locação de bicicletas, praticantes de voo duplo, Conexão Radical e Geovane Mistura, com opções de passeios de bike, caminhadas e escaladas.

Outra atividade de destaque é a observação de aves em Afonso Cláudio (Cantinho dos Três Pontões) e na RPPN Águia Branca (Vargem Alta). Nesta última, o Instituto Marcos Daniel desenvolve um projeto de preservação da Saíra Apunhalada, única região do mundo com incidência desta espécie de pássaro.

 

Ultimas Notícias