sexta-feira - 16 de abril de 2021
Jornal Dia a Dia – Notícias do Espirito Santo e do Brasil
Carga soltou-se da carreta. Foto: Grupos de Whatsapp

Vereadores pedem solução para acesso da Linha Vermelha com Jones dos Santos Neves

Entre os assuntos debatidos na sessão desta terça-feira (6) da Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim, os vereadores apontaram um problema que ocorre há vários anos: os acidentes no cruzamento da Linha Vermelha com a avenida Jones dos Santos Neves, na altura do bairro São Francisco de Assis.

Com frequência, caminhões e carretas vem tombando na subida de acesso à Jones dos Santos Neves quando saem da Linha Vermelha. Na sexta-feira (3) a carga com padrões de concreto tombou de uma carreta e interditou o trânsito.

O presidente da Casa, Brás Zagotto (PV), disse que agendou visita ao local com o prefeito Victor Coelho (PSB) e demais vereadores para esta quarta-feira (7) com o objetivo de avaliar o problema de perto.

O vereador Allan Ferreira (Podemos) ressaltou que vem cobrando à prefeitura hà anos e que é muito pressionado pela população, pois reside nas proximidades.

Da mesma forma, o vereador Sebastião Ary Corrêa (Patriota) cobrou melhorias para evitar acidentes. Os vereadores Paulinho Careca (PSB) e Silvinho Coelho (Republicanos) também citaram o problema.

 

Veja o resumo dos pronunciamentos dos vereadores

 

Diogo Pereira Lube (PP)

  • Enumerou e reforçou os pedidos dispostos em diversos projetos de lei e indicações protocolados pelos vereadores com intenção de amenizar os problemas causados pela pandemia, enfatizando que é o papel do legislativo fazê-los. Alertou que são ações necessárias e urgentes, considerando a gravidade do risco extremo do município. Pediu aos deputados estaduais que cobrem mais medidas emergenciais do governador do estado. Expôs que existem muitas escolas sem professores, enquanto os professores DT’s permanecem sem serem contratados devido aos decretos da pandemia, mesmo que as aulas permaneçam acontecendo de modo remoto. Questionou também o anúncio do governo do estado de que os professores serão priorizados na vacinação, não havendo esclarecimento de quais categorias serão contempladas, como assistentes de sala, de corredor, limpeza, secretaria, entre outros, que também estão trabalhando no ambiente escolar, bem como dos professores que estão trabalhando com aulas remotas. Cobrou maior transparência nas informações fornecidas pelos governos municipais, estaduais e federais. Queixou-se de precisar implorar a secretários e prefeitura por serviços simples para a população, como lixeira e troca de poste em Monte Líbano e a limpeza de um terreno no bairro Zumbi.

 

Sebastião Ary Corrêa (Patriota)

  • Cobrou melhorias na linha vermelha, na altura do São Francisco de Assis, onde há o cruzamento com a Av. Jones dos Santos Neves, para evitar tantos acidentes. Pediu que a Câmara demandasse informações aos hospitais e unidades de saúde sobre mortes ocasionadas por câncer e outras doenças, pois considera que parece que todas as mortes são de covid. Afirmou que dois cidadãos de sua vizinhança faleceram de infarto e foram internados como covid. Indicou a prefeitura que faça uma doação em regime de urgência às famílias que não estão podendo trabalhar para se sustentar. Cobrou prestação de contas das verbas destinadas ao estado e município pelo governo federal para construção de hospitais de campanha e outras demandas da pandemia. Saudou a Polícia Militar do Espírito Santo pelos seus 186 anos.

 

Brás Zagotto (PV)

  • Reforçou a cobrança de Ary Corrêa sobre o cruzamento da Linha Vermelha com a Santos Neves. Disse que já viu muitos vereadores cobrando esta melhoria, a fim de diminuir os acidentes da região, e por isso agendou com o prefeito visita para amanhã às 9h no local e convocou todos os vereadores que se interessarem a estar presentes. Lamentou a quantidade de pessoas para as quais os vereadores pediram minuto de silêncio pelo falecimento nos últimos dias. Fez um relato emocionado de sua vivência com Juarez Tavares Matta, ex vereador e presidente da Câmara, e das várias realizações deste político com quem conviveu desde seu primeiro mandato.  Lamentou a forma como foi conduzido seu funeral e reafirmou que fez o possível para dar um sepultamento digno do que ele significava para Cachoeiro.

 

Marcelinho Fávero (PL)

  • Informou que foi publicado o início da obra de drenagem e pavimentação do loteamento Áurea Bispo Depes no dia 25 de março e registrou o mérito do ex vereador e presidente da Câmara Alexon Cipriano e demais vereadores do mandato passado por terem lutado pela obra. Lamentou as diversas mortes ocasionadas pela covid e também por outras causas. Relatou que no Paulo Pereira Gomes não é fornecida alimentação aos pacientes internados, ficando a cargo de familiares e acompanhantes e afirmou que é preciso que o poder público invista nisso, evitando o trânsito de tantas pessoas na unidade e dando mais dignidade aos doentes.

 

Pr. Delandi Macedo (Podemos)

  • Falou sobre o embate entre o governo federal e os governadores comparando a uma Torre de Babel, onde não há entendimento nem ganho para a população. Enquanto isso, está alarmado com a quantidade cada vez maior de cidadãos que estão deixando de ter o que comer. Alertou para a discussão do STJ a respeito do impedimento aos cultos religiosos presenciais, ressaltando o direito constitucional ao mesmo e a necessidade das pessoas do apoio religioso diante de momentos tão difíceis.

 

Allan Ferreira (Podemos)

  • Registrou a operação tapa buracos realizada no Gilson Carone, que já tinha solicitado e cobrado diversas vezes ao executivo.  Relatou outras obras, principalmente as ruas bairro São Francisco de Assis e o cruzamento da Linha Vermelha com a Santos Neves, que também vem cobrando há anos e pelas quais é constantemente pressionado pela população por residir nas proximidades. Relatou também visita realizada hoje para pedir melhorias para a rua Doralino de Souza, no bairro Village da Luz, onde reside uma criança especial chamada Mateus e muitas vezes a ambulância não consegue chegar. Está otimista de que agora a indicação será atendida. Defendeu que os funcionários de supermercados, padarias, correios e diversos serviços que não pararam durante a pandemia deveriam ser priorizados na vacinação e que deveriam ser ampliados os horários de atendimento para diminuir a aglomeração. Afirmou que nunca viu tanta polícia circulando na cidade e espera que continue assim.

 

Mestre Gelinho (PSDB)

  • Relatou que é constantemente questionado por cidadãos sobre os dados relacionados a pandemia (leitos livres, ocupados, número de casos, mortes, vacinação, etc) e que é necessário receber mais informações da secretaria de saúde e demais órgãos responsáveis para poder informar melhor a população.

 

Paulinho Careca (PSB)

  • Manifestou apoio a Brás e Allan na demanda da Linha Vermelha e alertou que em 2019 o governo do estado destinou R$16 milhões para recapeamento das avenidas principais da cidade, incluindo a Linha Vermelha, sendo necessário cobrar a utilização da verba. Agradeceu porque recebeu a notícia que a indicação que fez ainda no ano passado de troca de lâmpadas da mesma avenida, no bairro IBC, do condomínio até a Casa das Panelas, será realizada em breve.  Cobrou também melhoria na sinalização no trevo próximo a esta Casa das Panelas, onde continuam acontecendo graves acidentes principalmente motociclísticos. Reforçou também sua solicitação antiga a respeito da Av. Domingos Alcino Dadalto, do trevo do IBC ao “bolo de noiva”, onde o DER autorizou a prefeitura a fazer a contenção do meio da pista, que até o momento não foi feita, e este final de semana mais um acidente aconteceu. Teve conhecimento de audiência pública da prefeitura marcada para o próximo dia 16 para discutir a implantação de novo cemitério público visando desafogar as unidades já existentes, com área prevista para enterrar animais de pequeno porte, e está otimista com a iniciativa. Afirmou ser inviável a cobrança da “taxa de lixo” já no próximo carnê de IPTU e pediu uma união entre os vereadores para requisitar a prorrogação do inicio da cobrança dessa taxa. Pediu que a Câmara se una também para solicitar a isenção do imposto referente a 2020 dos trabalhadores ambulantes que não puderam trabalhar no referido ano.

 

Silvinho Coelho (Republicanos)

  • Informou aos demais vereadores sobre o estado de saúde de sua mãe, que se encontra internada no Hospital Evangélico. Parabenizou a PMES pelo aniversário de 186 anos. Denunciou a falta de segurança no interior, onde tem acontecido muitos assaltos às propriedades. Os produtores perderam boa parte da lavoura de café com a chuva de granizo e, para piorar a situação, alguns vem tendo a produção furtada (Alexandre Maitan (DEM), em aparte, pediu ao vereador que ajude a interceder junto à prefeitura para viabilizar a doação de telhas para cobertura das residências afetadas na área rural, além das lavouras. Foi informado que o jurídico da prefeitura não autorizou a doação das telhas, mas a prefeitura de Jerônimo Monteiro está fazendo as doações). Lamentou que, na atual situação da pandemia, não se saiba mais quem está certo ou errado em relação à condução das ações de prevenção e combate ao vírus. Falou também sobre a importância da obra da Linha Vermelha, no cruzamento com a Av. Jones Santos Neves, motivo da reunião com o prefeito de amanhã.

 

Leo Cabeça (PDT)

  • Em relação à discussão do STF de vetar os cultos religiosos presenciais, disse que se manifestar contra é um voto popular, conforme os vereadores fizeram sobre o comércio. Apontou diversas incoerências na condução da pandemia entre governo do estado, federal e município. Alertou para os trabalhadores que precisam se deslocar do distrito para a sede e para os cidadãos que precisam de atendimento da APAE e perdem o direito se faltarem a 3 sessões, mesmo não havendo transporte público para levar essas pessoas a esses destinos. Parabenizou as equipes do PSF de Soturno pelo atendimento elogiado pela população mesmo com a falta de médicos, e a todos os funcionários da saúde empenhados na vacinação do covid 19.

 

Alexandre de Itaoca (PSB)

  • Informou que os recursos referentes ao financiamento pleiteado pela prefeitura junto ao Banco do Brasil ainda não estão disponíveis mais estarão em breve, para que sejam realizadas obras grandes e aguardadas na cidade. Sugeriu realização de audiência pública convidando secretário de agricultura, representante da Guarda Municipal e Sindicato Rural para debater a segurança pública do interior. Reforçou o pedido de Paulinho Careca para ajudarem a resolver o problema do alvará dos ambulantes. Disse que, quando os vereadores pedem policiamento para as comunidades, saem das reuniões otimistas com as respostas positivas, mas os patrulhamentos nunca acontecem e as comunidades continuam cobrando os vereadores. Manifestou descontentamento com a cobrança da taxa e lixo e a ineficiência do atendimento à sua comunidade. Falou sobre a formação de uma comissão da Câmara para acompanhar a situação da pandemia no município, da qual quer fazer parte, e sobre diversas ações nas quais a Câmara pode ajudar a fiscalizar e a orientar a população.

 

Alexandre Valdo Maitan (DEM)

  • Explicou sobre o decreto da prefeitura de Jerônimo Monteiro, que declarou situação de emergência nas áreas atingidas pela chuva de granizo, orientando que a prefeitura de Cachoeiro se baseie no mesmo para atender aos cidadãos daqui que também foram atingidos. Afirmou que falta vontade política de atender as comunidades atingidas, visto que o decreto resolve o problema de ordem jurídica alegado pela prefeitura. Afirmou que há conivência da Câmara para que o prefeito venha à Casa quando quiser, já que não compareceu à sessão de hoje conforme convocação. O presidente Brás Zagotto (PV) esclareceu que a falta foi justificada pela reunião com o governador, mas que já publicou Ato da Presidência convocando Sessão Extraordinária para a próxima sexta-feira às 14h para a prestação de contas do prefeito. Maitan explicou aos demais vereadores que não adiantará fazer perguntas ao prefeito referentes a assuntos deste ano porque ele alegará que a prestação de contas é referente a 2020 e não responderá às perguntas, conforme agiu no ano passado.

 

Arildo Boleba (PDT)

  • Relatou que em reuniões anteriores com a presença de outros vereadores ficou acertado com o comando da PMES que, após o carnaval, o distrito de Itaoca contaria com policiamento 24h por dia e questionou se o distrito não pode contar mais com o serviço.

 

OBS: Resumo produzido pela assessoria de imprensa da Câmara Municipal

Carregando....

O site do Jornal Dia a Dia ES pode usar cookies para melhorar sua experiência. Você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Ler mais...

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz
%d blogueiros gostam disto: