ter 17/maio/2022 04:17
O julgamento ocorreu nesta quinta, no fórum Desembargador O'Reilly de Souza. Foto: Beto Barbosa

Acusado de atirar em policial é condenado a quase 10 anos de prisão em Mimoso

Acusado de atirar em policial é condenado a quase 10 anos de prisão em Mimoso
Redação Dia a Dia

O Tribunal do Juri condenou nesta quinta-feira (24), em Mimoso do Sul, Michel Assad Neto. Ele é acusado de atirar contra um policial que estava no bairro Morro da Palha atendendo a um chamado dos moradores, que o acusaram de efetuar tiros para o alto visando amedrontar a vizinhança.

O réu foi condenado por três crimes: homicídio tentado contra o policial, ameaça contra uma moradora e por violação de domicílio. Somando as punições dos três crimes, a juíza Lara Carrera Arrabal Klein estabeleceu a pena total em 9 anos e sete meses de prisão.

Segundo a polícia, além destes crimes, Michel já tinha passagens em unidades prisionais do Espírito Santo e Rio de Janeiro por acusações de homicídio e assalto.

De acordo com os autos, no dia 3 de fevereiro de 2020 policiais foram até o Morro da Palha averiguar ocorrência de que um homem estaria realizando disparos na rua. Após os PMs iniciarem as buscas, o acusado teria atirado contra um dos policiais, que não foi atingido.

Na ocasião, ele conseguiu escapar, mas acabou preso um mês depois, em Marataízes, novamente portando arma de fogo.
“Tais circunstâncias indicam a periculosidade de Michel, além de não demonstrar o réu qualquer arrependimento de guiar sua vida ao arrepio da lei”, declarou a juíza, na sentença.

O julgamento teve início às 8 horas e terminou no início da tarde.

Na sentença, a juíza declarou que “na data do fato, o acusado ultrapassou os limites do próprio tipo penal, tendo em vista o afrontamento aos moradores do local, utilizando-se de arma de fogo em via pública, razão pela qual a culpabilidade deve ser aferida em seu desfavor”.

Ultimas Notícias
%d blogueiros gostam disto: