sex 24/maio/2024 07:35
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura
Dona Zizi, aos 98 anos, fazendo brolha. Foto: Sérgio Oliveira

Adeus Dona Zizi. Morre vovó de 105 anos de São José do Calçado

Alessandro-29-09
Alessandro Araujo de Paula

A cidade de São José do Calçado perdeu esta semana uma de suas moradoras mais antigas. A aposentada Maria Aparecida de Almeida Cunha, a Dona Zizi, morreu aos 105 anos, dois dias após seu aniversário, deixando uma história de amor ao próximo.

Em 1970, quando a cidade sofreu uma das piores tragédias, Dona Zizi se comoveu com as famílias que foram vítimas da forte chuva que causou um rastro de destruição na localidade de Vila Pavão, na zona rural.

Ela, que sempre trabalhou como parteira, lavou e vestiu os corpos para serem velados e sepultados. Na ocasião, 11 pessoas morreram, sem contar diversos animais que foram vítimas de deslizamentos.

A matéria sobre a tragédia pode ser lida nesta reportagem especial produzida pelo jornalista Sérgio Oliveira, do blog Last Minute News.

Segundo os familiares, Dona Zizi morreu de causas naturais. Não tinha qualquer outro problema de saúde.

O médico Samir Cunha Faria, 35 anos, neto de Dona Zizi, disse que a avó estava muito quieta de 10 dias para cá. “Parece que só esperou mesmo as visitas que adorava receber em seus 105 aniversários”, disse.

Na quarta-feira (14), após almoçar, junto de suas filhas Dolina e Ana, com o olhar fixo nas duas, fechou os olhos e descansou, descreveu o neto.

“Este momento dói muito, mas eu quero dizer que minha querida avozinha pode descansar. Ela cumpriu sua missão aqui, pois foi uma mãe exemplar e a melhor avó do mundo inteiro”, disse Samir.

Ele continuou: “Toda a família sentirá muito sua falta, mas sabemos que estará melhor ao lado de Deus. Vou guardar nossas lembranças para sempre e quando eu tiver os meus netos, contarei histórias sobre a minha amada avó. Mulher forte, guerreira, religiosa e feliz”.

 

História

Dona Zizi nasceu na localidade de Jaspe, em São José do Calçado, na fazenda de seu avô Sebastião José de Almeida, que também teve uma vida longa – viveu até os 115 anos. Foi a primeira neta dele.

Casou-se com Sebastião Marçal Cunha, que morreu aos 75 anos.

Dona Zizi esbanjou disposição por toda a vida. Católica, frequentou a missa na Igreja matriz, onde ia a pé até os 98 anos de idade.

O jornalista Alessandro de Paula e a Dona Zizi. Foto: Sérgio Oliveira

Em 2015, aos 98 anos, Dona Zizi foi uma das personagens entrevistadas pelo Jornal A Tribuna, durante reportagem “São José do Calçado, Cidade dos Vovôs”, que retratava sobre a população de idosos do município.

Gostava de artesanato e até os 98 anos fazia brolha, um tipo de bordado. Gostava de presentear cada familiar que se casava com suas toalhas de rosto, de banho e panos de prato enfeitados.

Mãe de seis filhos, sendo quatro homens e duas mulheres, Dona Zizi deixou ainda 14 netos, 15 bisnetos e três tataranetos.

 

 

culto-mimoso-23-05-2024

Mimoso do Sul: Culto de ação de graças marca 60 dias da enchente e faz homenagem às vítimas

prisao-presidente-kennedy-22-05-2024

Homem é preso após simular acidente de trânsito para matar desafeto em Presidente Kennedy

Baile de Gala 2023b-22-05-2024

Sob nova direção, Caçadores Carnavalescos promete um Baile de Gala inesquecível

roberto-valadao-b-22-05-2024

Governador e prefeito de Cachoeiro decretam luto de três dias pela morte de Valadão

bonecos-croche-presidio

Detentos capixabas produzem bonecos de super-heróis para crianças vítimas da chuva em Mimoso

roberto-valadao-22-05-2024

Cachoeiro perde Roberto Valadão, um de seus filhos mais ilustres

posto-oasis-lacrado-c-15-05-2024

A prefeitura estaria infringindo a lei se renovasse concessão do Posto Oásis, afirma procurador

frio-parque-nacional-caparao-21-05-2024 (1)

Frio abaixo de zero e geada transformam paisagem do Parque Nacional do Caparaó

Leia mais