sáb 20/abril/2024 05:02
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura

Aluno da Escola Agostinho Simonato ganha três ouros no atletismo nas Paralimpíadas

redacao
Redação Dia a Dia

Weller Alvarenga Cruz, 17 anos, aluno do 2º ano do Ensino Médio da Escola Agostinho Simonato,  participou das Paralimpíadas Escolares Nacionais, encerradas no último dia 26 em São Paulo.

A excelente notícia é que o estudante cachoeirense voltou com três medalhas de ouro para casa, todas no atletismo. Uma na corrida dos 100 m, outra na de 400m (na qual é o atual recordista brasileiro) e a terceira no salto em distância.

O atleta, que tem paralisia cerebral, teve o seu potencial descoberto nas aulas de Educação Física e foi indicado para um projeto da prefeitura em que é treinado pelos professores Douglas Franco Espolador e William Barros   Nascimento, contam os pais Elane Alvarenga e Daniel da Silva.

Segundo ela, o filho teve um coágulo no cérebro quando tinha um ano e meio, que deixou como sequela a paralisia cerebral, e que a conquista do estudante é motivo de orgulho pelas limitações que teve que vencer.

“É uma sensação maravilhosa. Apesar da deficiência, ele não desanimou hora nenhuma. Estamos radiantes com o resultado que ele teve”, destaca a mãe.

O medalhista de ouro conta que sempre acreditou que esse resultado fosse possível, e por isso treinou cada dia mais. “Eu já estava sentindo o gosto da vitória e fui lá e ganhei. Foi muito gratificante para mim”.

Weller diz que agradece em primeiro lugar a Deus, que cuidou dele e dos outros enquanto esteve na competição, e segundo à família, que sempre o apoiou, ao treinadores Douglas e Wiliam, ao professor Pedro, que é seu personal, e aos amigos que sempre o apoiaram. “Sou muito grato a todos que acreditaram em mim e sempre falaram que eu ia longe”.

 

O início de tudo

O professor de Educação Física e e um dos treinadores de Weller, Douglas, diz que o atleta foi descoberto em 2018, num período em que ele trabalhava na Escola Agostinho Simonato.

“Eu o conheci lá e convidamos para vir treinar no ginásio do Aeroporto no Projeto Nosso Esporte, da Prefeitura de Cachoeiro”, relata.

Segundo o treinador, ao perceber o talento do aluno nas aulas, aplicou testes de velocidade e identificou que ele poderia ser um atleta paralímpico.

“Num primeiro momento participamos da seletiva estadual. Com o êxito, fomos para o nacional. Na época Weller era sub-14. Agora é atleta da categoria juvenil, o que exige um outro preparo. Ele agora precisa se dedicar à musculação e faz isso com o professor Édipo Flausino”, detalha o treinador.

Quantos aos próximos passos, o professor diz que os trabalhos não param. “Ele está pré-convocado para o Camping Brasileiro em janeiro, na última semana, e vai concorrer com os melhores atletas do País. Passando isso, vamos participar do Regional Sudeste, também em 2022”.

premobras_19_04_24

Premobras anuncia 100 vagas de emprego exclusivas para moradores de Mimoso

Usina_Biometano_Governador_19_04_24_

Espírito Santo vai receber primeira Usina de Biometano para uso industrial e residencial

Corrida_de_São_Pedro_19_04_24

Garanta sua vaga na 44ª Corrida de São Pedro

Ricardo_Ferraço_Mutrião_Mimoso_17_04_24

Ricardo Ferraço quer crédito barato e com muito prazo para setor comercial atingido pela enchente

Rei_dos_Petiscos08_19_04.24.jpg.

Rei dos Petiscos enfrenta dificuldade para se reerguer após temporal em Mimoso

Termina hoje as inscrições para estágio em 8 cursos de graduação no Ministério Público

Termina hoje as inscrições para estágio em 8 cursos de graduação no Ministério Público

Fibromialgia_PCDs_18_04

Pacientes com fibromialgia passam a ter os mesmos direitos de pessoas com deficiência (PCDs)

cachoeiro

Cachoeiro de Itapemirim sedia Inova ES e Feira de Cidades Inteligentes

Leia mais