Foto: Márcia Leal/PMCI

Cachoeirenses doam livros para recompor acervo da Biblioteca Municipal

Cachoeirenses doam livros para recompor acervo da Biblioteca Municipal
Cachoeirenses doam livros para recompor acervo da Biblioteca Municipal
Redação Dia a Dia
Foto: Márcia Leal/PMCI

O acervo da Biblioteca Pública Municipal “Major Walter dos Santos Paiva”, de Cachoeiro de Itapemirim, que foi duramente afetado pela enchente de janeiro, está sendo reposto com a ajuda de doações. Quatro moradores de Cachoeiro fizeram doações, particularmente, vultosas, somando quase 450 livros: Graça Moreira, Eduarda Scaramussa, Wanilda Maria Campos Moreira e Roberto Carlos Farias.

Entre as obras doadas, estão títulos como: “Treze noites de terror”; “O xis da questão”; “O grande mentecapto”; “O guardião de memórias”; “Garota exemplar”; “Senhora” e “Guarani”.

“Quando soube que a Biblioteca e seu acervo tinham sido, fortemente, atingidos pela enchente de janeiro, fiquei muito sensibilizada. Por isso, decidi contribuir para a restauração do acervo, porque entendi que muitos dos meus livros seriam melhores aproveitados se fossem disponibilizados publicamente. Cultura é fundamental. As pessoas precisam ter acesso a esse mundo que somente os livros proporcionam”, expressa Graça Moreira.

“Cada contribuição, seja a quantidade de livros que for, é e será importante para a reconstrução do acervo da Biblioteca Municipal, porque quanto mais literatura tiver disponível, mais alcance gera e isso promove a vida das pessoas. Doar livros e promover a literatura é um gesto humanitário”, completa Roberto Carlos Farias.

Por causa da enchente histórica, boa parte do acervo de cerca de 15 mil obras da biblioteca, que completou 75 anos em 2019, foi perdida. Para recuperar esse quantitativo, desde fevereiro, tem sido incentivada a doação de obras de literatura, de qualquer gênero, tanto para adultos, quanto infantojuvenis.

Eduarda Scaramussa, uma das doadoras, acredita que a Biblioteca é uma importante fonte de conhecimento histórico e lúdico para a cidade. “A leitura é um passaporte para o mundo, abre horizontes, amplia conhecimento e agrega valores independente da idade do leitor” salienta.

Como doar

Para ajudar na restauração do acervo, os interessados podem fazer as doações de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, na Casa da Memória (rua 25 de Março, Centro – ao lado do Guimarães Rosa), prédio onde está instalada a biblioteca. Para mais informações, basta ligar para o número: (28) 3155-5272

Atualmente, a biblioteca está funcionando para empréstimo de livros de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h. Entretanto, por conta da pandemia de Covid-19, os usuários não podem ir até as estantes – as obras são entregues no balcão. Também é necessário cumprir os protocolos de distanciamento social e de uso de máscara de proteção.

Ultimas Notícias
Cultura

A arara azul

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz -

grandbetting güvenilir mi