dom 23/junho/2024 04:17
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura
Renato Casagrande ao lado do secretário de Saúde Nésio Fernandes. Foto: Hélio Filho/Secom

Coronavírus: governo do ES vai decretar emergência

redacao
Redação Dia a Dia

O governo do Espírito Santo anunciou na tarde desta sexta-feira (13) que decretará situação de emergência em saúde pública na segunda-feira (16) por conta da proliferação do coronavírus. A medida será publicada no Diário Oficial e permitirá a adoção de diversas medidas sanitárias, entre elas a criação de uma sala de situação de emergência e a reserva de 120 leitos de UTI.

Antes do anúncio das medidas, o governador Renato Casagrande fez questão de tranquilizar a população e reforçou que novas ações poderão ser adotadas, caso haja necessidade.

“Vamos avaliando dia após dias as medidas que nós tomaremos. O que nos cabe é ter muita serenidade, tranquilidade e ação. Ação essa, inclusive, que estamos tomando praticamente há dois meses, desde que o vírus surgiu e começou a circular na China. Nossa equipe da Secretaria da Saúde começou a se movimentar realizando um grande trabalho com os municípios do Estado na mobilização conjunta e notificação”, pontuou Casagrande.

Entrevista coletiva onde medidas foram anunciadas contra o coronavírus. Foto: Hélio Filho/Secom

No Espírito Santo, dois casos de Covid-19 foram confirmados em Vila Velha. Há 39 sob investigação no Estado, alguns em cidades do interior, como Venda Nova do Imigrante e Linhares. Quarenta e oito casos já foram descartados.

A criação da sala de situação de emergência permitirá, segundo o governo, dar uma resposta rápida ao avanço da doença.

“Essa sala de situação de emergência será um marco importante da capacidade de resposta rápida do governo a cada etapa que nós vamos viver com a evolução da epidemia”, disse o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

O trabalho na sala de situação de emergência terá coordenação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e apoio de integrantes de outras secretarias da administração estadual, como Assistência Social, Educação, de Governo, Justiça, Segurança Pública e Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

Já a Secretaria Estadual de Educação (Sedu) informou que a prioridade no momento é o trabalho de conscientização nas escolas. Por enquanto, não há previsão que as aulas na rede estadual sejam suspensas. Na Justiça também haverá trabalho semelhante nos presídios do Estado.

Leitos de UTI

Os 120 leitos destinados a pacientes com a doença já existem nos hospitais e serão readequados para serem utilizados como isolamentos. No Hospital Estadual Dório Silva, na Serra, 36 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) serão adaptados para atendimento a casos graves da doença. No hospital, outros 14 leitos serão utilizados para casos de isolamento e mais 15 leitos serão preparados para o semi-intensivo.

Hospital Dr Jayme Santos Neves é referência para casos suspeitos. Foto: Sesa

No Hospital Dr. Jayme Santos Neves, no mesmo município, serão disponibilizados 24 leitos para esses atendimentos.

Já no Hospital Estadual de Vila Velha, entre 15 a 30 leitos serão preparados e servirão para isolamento de pacientes.

Com a adequação desses leitos, o Hospital Estadual de Atenção Clínica (HEAC), em Cariacica, irá receber 40 leitos que serão para retaguarda dos hospitais de referência e serão utilizados em caso de necessidade.

No interior do Estado, outros três hospitais estão preparados para atendimento a casos de coronavírus: Hospital Estadual Roberto Arnizaut Silvares (HRAS), em São Mateus; Hospital Estadual Sílvio Avidos, em Colatina, e Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim.

Sintomas simples

O secretário da Saúde destacou que a situação no País obriga que o Estado prepare a rede de saúde para receber casos de pacientes graves. Ele reforçou, no entanto, que em 85% dos casos os pacientes não evoluem para um quadro grave da doença, desenvolvendo apenas sintomas simples.

“As pessoas precisam entender que nem toda febre com tosse é coronavírus. Temos que garantir que o sistema de saúde esteja preparado para quando começar a haver transmissão local. Estamos preparando a rede assistencial e ela será disponibilizada gradativamente, na medida em que os casos forem ocorrendo”, salientou Nésio Fernandes.

Em relação às cirurgias eletivas que estão agendadas, o secretário não descartou a possibilidade de adiamento.

“As cirurgias eletivas, principalmente as que demandam leito de UTI no pós-operatório, são potencialmente possíveis de serem suspensas para poder estabelecer medidas de contingência durante algumas semanas ou meses, para poder garantir a vida das pessoas que possam ser afetadas pelo coronavírus e que vão ter seu leito de UTI garantido. Mas isso somente se for necessário”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

casagrande-afonso-claudio-21-06-2024b

Governo libera R$ 20 milhões em obras para Afonso Cláudio

Confira as unidades de saúde que abrem para vacinação em Cachoeiro

Confira as unidades de saúde que abrem para vacinação em Cachoeiro

violencia-domestica-13-08

Pais presos no Sul do ES por abusar das próprias filhas

quadrilha-festa-junina-17-05-2024

Começa a apresentação de quadrilhas em Cachoeiro

fogueira-rio-novo21-06-2024

Fogueira de Rio Novo cresce ainda mais e fica maior que um prédio de 8 andares

jorge-moraes-sosia-21-06-2024b

Despedida de Jorge Moraes, sósia do técnico Jorge Jesus, acontece no Rio de Janeiro

bombeiros-rio-grande-do-sul

Bombeiros do ES encontram 5ª vítima levada pela enchente no Rio Grande do Sul

suspeito-baleado-apos-esfaquear-pm-20-06-2024

Suspeito de roubo é baleado e preso após esfaquear policial em Cachoeiro

Leia mais
plugins premium WordPress