sáb 2/março/2024 20:04
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura
Proximidade do período de chuvas facilita a reprodução do mosquito Foto: Reprodução/Web

Dengue volta a ser ameaça com a proximidade do verão e período de chuvas

redacao
Redação Dia a Dia

Com a proximidade da chegada do verão, e do período de chuvas que facilita a reprodução do mosquito Aedes aegypti, esse responsável pela transmissão de doenças como dengue, zika vírus e chikungunya, encontra condições ideais para se reproduzir.

Até o momento, neste ano, Cachoeiro já registrou 6.149 casos confirmados de dengue, 40 de Zikavírus e 8 de Chikungunya, números que, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), tendem a aumentar com a chegada dos períodos que facilitam a reprodução do mosquito.

“Estamos sempre atentos às notificações de doenças relacionadas ao Aedes aegypti, e tomamos as medidas necessárias conforme a situação em cada bairro e distrito, durante o planejamento estratégico de ações de combate ao mosquito. Entretanto, as medidas de prevenção em comércios e residências devem ser constantes, principalmente nos períodos de chuva, para evitarmos novos ciclos de contaminação”, destaca o secretário municipal de Saúde (Semus), Alex Wingler.

Em muitos casos, os focos do mosquito são encontrados dentro de residências e quintais. A água parada pode se acumular em calhas, pneus, vasos de plantas, garrafas pet, ralos e até mesmo em pequenos recipientes, como tampinhas de garrafa. Nestes locais, o mosquito se reproduz, iniciando assim um novo ciclo de contaminação.

Diante desse cenário, a Semus alerta a população para redobrar os cuidados e evitar a proliferação do mosquito, o que poderia resultar em um aumento nos casos das doenças transmitidas por ele.

A Semus recomenda algumas práticas ideais, como manter caixas d’água, tonéis e barris bem fechados; acondicionar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira fechada; evitar acúmulo de água em lajes e terraços; virar garrafas de boca para baixo; armazenar pneus em locais cobertos; proteger ralos sem tampa com telas finas; encher pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda e lavá-los uma vez por semana.

Para aqueles que planejam viajar durante as férias, é aconselhável realizar uma vistoria na casa antes de partir, garantindo que não haja locais propícios para o acúmulo de água da chuva em quintais e lajes. Em casos necessários, é indicado armazenar objetos em abrigos da chuva ou realizar o descarte adequado em sacos plásticos vedados.

“O controle da dengue, zika e chikungunya depende da interrupção do ciclo de reprodução do mosquito, sendo essencial o engajamento da comunidade para evitar possíveis epidemias dessas doenças”, finaliza o secretário.

Campanha_Dengue

Espírito Santo recebe lançamento de campanha nacional contra a dengue

PM

Idoso é agredido com socos e chutes dentro de casa em Muqui

Cras_Zumbi

Começa nesta segunda programação especial para o mês da mulher em Cachoeiro

governador

Governadores discutem Gabinete de Inteligência no combate à violência

dengue

Cachoeiro realiza Dia D de combate à dengue neste sábado (2)

Acidente

Colisão entre carreta e automóvel mata uma pessoa em Cachoeiro

Primeiro_Comando

Capturado em Cachoeiro integrante de facção criminosa PCC

Dengue_olhos

Dengue: oftalmologista alerta sobre caso de estudante que quase ficou cega

Leia mais