Bruno Marinho Ravaglia apresentou dados sobre saneamento na Assembleia. Foto: Tati Beling/Ales

Falta de saneamento gera 13 internações por dia no ES, alerta presidente da BKR Ambiental

Falta de saneamento gera 13 internações por dia no ES, alerta presidente da BKR Ambiental

O processamento inadequado e insuficiente de água e esgoto é responsável por 13 internações diárias no Espírito Santo. O alerta foi feito pelo presidente da BRK Ambiental, Bruno Marinho Ravaglia, durante reunião da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa. Segundo ele, a falta de investimentos em saneamento é um dos principais fatores que mais impactam a saúde pública no Brasil.

De acordo com Ravaglia, os municípios ainda estão aquém do esperado com relação aos investimentos no setor. Dados de um estudo realizado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) revelam que 65% das internações de crianças até 10 anos são ocasionadas a partir de doenças causadas por contato com água suja e esgoto a céu aberto.

De acordo com Ravaglia, no Espírito Santo, todos os meses, mais de quatro mil pessoas ocupam os leitos hospitalares, representando um custo de R$ 1,8 milhão por ano ao Estado.

Cachoeiro

A BKR Ambiental administra os serviços de tratamento de água e esgoto em Cachoeiro de Itapemirim há 21 anos. Segundo Ravaglia, atualmente 99% da população cachoeirense conta com abastecimento de água e 98% da área urbana conta com serviços de coleta e tratamento de esgoto.

“São R$ 22 milhões em investimentos em 21 anos de atuação no município e ainda vamos fazer muitas outras melhorias. Saneamento transforma a vida das pessoas porque leva saúde, dignidade e qualidade de vida para os moradores”, disse Ravaglia, que participou da reunião a convite do deputado Hércules Silveira (MDB). O encontro ocorreu na última terça-feira (13).

Esgoto tratado

No início da concessão, Cachoeiro tinha menos de 5% do esgoto tratado. Hoje, são tratados por dia mais de 21 milhões de litros de esgoto, pelas 11 Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) da BRK Ambiental. Sem o tratamento, esse montante iria “in natura” para o Rio Itapemirim.

Outro destaque de Cachoeiro está na reservação de água: o município possui 20 milhões de litros de água tratada reservada, o que dá maior segurança operacional para o sistema. Os investimentos nos serviços de água e esgoto ao longo desse período totalizaram mais de R$ 222 milhões.

Ravaglia ainda detalhou o novo ciclo de investimentos (2018-2022) da BKR Ambiental.

“Ao todo, serão empregados mais R$ 30 milhões na modernização e ampliação do Sistema de Abastecimento de Água e do Sistema de Esgotamento Sanitário do município, distribuídos em todos os bairros e municípios”, afirma Ravaglia.

Há ainda mais R$ 2,4 milhões de investimentos, definidos pelo 11º Termo de Aditivo firmado em maio deste ano, entre a Prefeitura de Cachoeiro e a concessionária, para a construção de redes de água para as localidades de Quilômetro Nove, Timbó, Monte Líbano, Morro Grande, Tijuca (Retiro), Alto Gironda e Safra, que estão sofrendo com a estiagem prolongada.

Entre para nosso clube de leitores DiaaDiaES.

Cadastre o seu email e acompanhe todo o nosso conteúdo, além de materiais exclusivos a assinantes.

Nos comprometemos a jamais enviar qualquer tipo de spam para sua caixa de entrada.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz -

grandbetting güvenilir mi